Central de Atendimento:
(11) 3080-1000 | (11) 2500-0500 | (11) 4020-0131

Portaria Remota | Peter Graber

Blog

5 dicas para um condomínio mais sustentável

By Comentários desativados em 5 dicas para um condomínio mais sustentável

Além de segurança, qualidade de vida é um tópico importantíssimo a ser debatido dentro dos grupos condominiais, assim como a implementação de ações para redução da quantidade de lixo e melhor direcionamento do lixo reciclável. Desta forma, é possível criar hábitos saudáveis para um condomínio mais sustentável, reduzindo então o impacto ambiental causado por grandes grupos de pessoas.
É difícil orientar, mensurar e/ou supervisionar a ação de famílias que moram em casa; mas quando estamos inseridos em grandes grupos de pessoas – principalmente na representação deste – temos a oportunidade de motivar hábitos conscientes em prol do meio ambiente e do planeta Terra. E por isso, reunimos algumas dicas bacanas para que você inspire um condomínio mais sustentável e reduza o dano ambiental causados nos últimos séculos.

Luzes com sensores de movimento
As luzes com sensores de movimento colaboram com um condomínio mais sustentável pois evitam o consumo desnecessário de energia elétrica. Elas acendem somente quando captam a presença de movimentos no local. Com isso, também é possível reduzir os custos do condomínio.

Coleta Seletiva
Se seu condomínio ainda não faz coleta seletiva, meu amigo, comece agora mesmo! É imprescindível, em pleno ano 2019, que tenhamos a consciência da quantidade do lixo que produzimos e tentar reduzir essa quantidade o máximo possível.

Ter caçambas exclusivas para lixo comum e lixo reciclável já ajuda bastante, mas para ter um condomínio mais sustentável de verdade, é mais bacana ainda incentivar a separação do lixo por tipos. Assim, cria-se um novo hábito entre as famílias e fica mais fácil direcionar cada tipo de lixo para a reciclagem correta.

Campanhas de coleta de lixo eletrônico
Um tipo de lixo que ninguém fala é sobre o lixo eletrônico. E você sabe o impacto dele?

Fios, pequenos sistemas elétricos, pilhas, baterias e derivados contém compostos químicos extremamente danosos ao solo, ao meio ambiente e à nossa saúde, como chumbo, bário, arsênio, mercúrio e alguns outros que tem um verdadeiro palavrão como nome. 

O descarte inadequado de resíduos eletrônicos é um verdadeiro perigo. Ao chegar nos grandes lixões, começam a se decompor em contato com outros tipos de lixo e contamina o solo, podendo então contaminar nosso alimento e nossa água. Isso quando chega lá.

Muitas vezes, pessoas de todos os tipos vêem esse tipo de lixo e pegam para si com a intenção de vender fios de cobre sem saber do perigo que está exposto ao manusear tais aparelhos abandonados.

Mas o que fazer com esse tipo de resíduo então? Para um condomínio mais sustentável e consciente, crie ações de coleta de lixo eletrônico. Ao obter quantidade considerável, direcione para pontos de coleta desse tipo de lixo, onde faz a separação, reutilização e reciclagem adequadas.

Crie hortas coletivas
Se é pra falar de qualidade de vida, é bom pensarmos na quantidade de agrotóxicos que nós e nossas crianças estamos consumindo atualmente.

Se seu condomínio é grande e com uma boa área verde, criar uma horta seletiva pode mudar a vida da sua comunidade.

Além de consumir alimentos orgânicos e muito mais saudáveis, pode-se também elaborar atividades junto com as crianças para plantio, cultivo e colheita. Desta forma, desenvolve-se a consciência coletiva entre as famílias.

Campanhas de arrecadação de agasalho
Porque um condomínio mais sustentável não é só aquele que planta e recicla, mas também aquele que cria ações sociais e ajudam aquelas que necessitam.

Campanhas de agasalho em épocas de frio é essencial para ajudar os moradores de rua a se manterem aquecidos. Nesta época, há muitas mortes por hipotermia de moradores de rua.

Além de praticar o desapego e dar aquela desafogada no guarda roupa, você ainda ajuda quem precisa. Só vemos vantagens! 

Para essas e outras dicas de segurança e convivência em condomínios, continue acompanhando nosso blog.

Entre em contato para contratar nossas serviços de tecnologia da segurança! 

O que você precisa saber sobre a manutenção do condomínio?

By Comentários desativados em O que você precisa saber sobre a manutenção do condomínio?

A manutenção do condomínio deve ser responsabilidade exclusiva do síndico, que deve estar atento aos prazos e validades e providenciar a inspeção periódica e eventuais reparos. Porém, são trabalhos que exigem atenção técnica e muito detalhismo e, por isso, algumas coisas acabam passando batido.

Saiba então quais são as necessidades de manutenção do condomínio periódicas e ajude seu síndico a realizar um trabalho melhor.

  • Controle de acesso e comunicações

Um detalhe simples, mas que qualquer falha boba pode colocar a segurança do prédio em risco. Normalmente, para agilizar essa parte da manutenção do condomínio, é contratada uma empresa que fica responsável pela instalação, atendimento, suporte e substituição dos aparelhos de interfone e controles de acesso.

Como posso ajudar? Caso perceba irregularidades no uso dos interfones, portões e controles de acesso, reportar imediatamente ao síndico.

  • Elevadores

A não manutenção dos elevadores pode colocar em risco a vida dos moradores do condomínio. Evidentemente, quanto mais moderno for o elevador, mais dispositivos de segurança ele contém. Porém se a manutenção do condomínio não estiver em dia e o elevador há muito tempo sem inspeção, os sistemas de segurança podem ficar comprometidos.

Como posso ajudar? Fique atento a barulhos diferentes no funcionamento do elevador, às travas de segurança das portas e ao tempo de viagem.

  • Gás

São comuns as histórias de acidentes graves devido a vazamentos de gás dentro de casas e apartamentos. Para evitar incidentes deste tipo, é recomendada a inspeção anual em todas as unidades.

Como posso ajudar? Atenção com os dutos de gás dentro de casa e à conta de gás. Caso identifique uma diferença considerável, faça inspeção na sua casa e comunique imediatamente o síndico.

  • Bombeiros

Extintores, mangueiras, alarmes, placas de sinalização nas áreas comuns, saídas de emergência, entre outros equipamentos. Estes são os itens inspecionados pelo Corpo de Bombeiros que deve emitir o AVCB constatando que os equipamentos de segurança e contenção de fogo estão aptos para uso.

Como posso ajudar? Verifique a data da última inspeção no quadro de avisos do condomínio ou nos adesivos colados nos extintores.

  • Sistema elétrico

Outro item de extrema importância são os circuitos elétricos do condomínio. Fio terra, sistema de aterramento e mau contato devem ser inspecionados semestralmente por empresa habilitada.

Como posso ajudar? Reportar caso identifique qualquer irregularidade na rede elétrica.

  • Caixa d’água

Deve-se realizar a limpeza anual por um profissional especializado. Este procedimento de manutenção do condomínio é obrigatório, tendo em vista que qualquer a falta de manutenção ou manutenção inadequada pode afetar todos os apartamentos levando água suja pelas tubulações.

Como posso ajudar? Caso identifique baixa qualidade na água, reportar imediatamente aos responsáveis.

  • Para-raios

A manutenção dos para-raios deve estar na lista de prioridades na manutenção do condomínio e deve ser providenciada pelo síndico. A inspeção deve ser realizada por uma empresa habilitada e que emita um laudo e um certificado ART (Anotação de Responsabilidade Técnica)

  • Sistemas de segurança

Alarmes, cercas de segurança e circuitos fechados de câmeras devem ser verificados periodicamente. O mal funcionamento de um desses itens pode comprometer a segurança do condomínio.

Quer saber mais sobre sistemas de segurança? Leia nossos outros artigos em nosso blog e entre em contato conosco!


Como a portaria remota ajuda na redução da taxa condominial?

By No Comments

Cada vez mais pessoas estão buscando alternativas para redução da taxa condominial, mas a eliminação da equipe de portaria gera um forte debate com os defensores da mão de obra humana.

Por isso, nós da equipe Peter Graber preparamos um artigo para esclarecermos como a portaria remota não beneficia somente os condôminos, como também os próprios funcionários.

 

Redução da taxa condominial

 

Em primeiro lugar, contratar o sistema de portaria remota da Peter Graber auxilia na redução da taxa condominial por eliminar mais de 50% de custos com salário de funcionários e encargos.

Além disso, podemos contar também com a valorização do imóvel. Afinal, quanto menor for o custo do condomínio, mais os compradores se interessam pela aquisição.

 

Realocação de pessoal

 

Obviamente e humanamente, sempre pensaremos nos colaboradores dos condomínios residenciais, como porteiros e seguranças. Eles ficarão desempregados? Vamos tirar o emprego de um funcionário pela tecnologia?

Bem, muito se engana que a portaria remota só traz benefícios para redução da taxa condominial.

 

A portaria remota também traz segurança aos funcionários e colaboradores do segmento, uma vez que pessoas podem ser facilmente rendidas por alguém portando uma arma e vulnerabilizar todo o sistema de segurança do condomínio.

Os colaboradores, em sua maioria, não são simplesmente demitidos e boa sorte. Em grande parte das vezes, esses funcionários são realocados para as centrais de segurança das empresas que fornecem o sistema de portaria remota e permite que o mesmo continue exercendo seu trabalho de forma remota, mais eficiente e segura.

 

Sossego para todos

 

O sistema de portaria remota, além da redução da taxa condominial, oferece uma gama de outras vantagens.

Uma delas é o monitoramento online 24 horas por dia, com guarita protegida e controle e relatório completo de acesso à unidade condominial.

A Peter Graber também oferece rondas virtuais por câmeras e rondas noturnas motorizadas inibindo a ação criminosa.

Em caso de falha do sistema, enviamos uma equipe presencial para assegurar o condomínio contratante

 

Contate-nos

 

Entre em contato com nossa equipe de atendimento especializado e faça um orçamento para assegurar seu condomínio de maneira efetiva.

A Peter graber está há mais de 30 anos no mercado. Experiência e profissionalismo nos fazem líder no segmento!

Clique já!

Política de Segurança Física: por que sua empresa precisa de uma urgente

By No Comments

Toda empresa que preza pela segurança do seu pessoal e dos seus bens deve ter uma Política de Segurança Física. Mas você sabe o que é uma Política de Segurança Física e quais são os seus benefícios para empresas?

Esse é um conceito que envolve muitos elementos, incluindo pessoas que irão circular pelo local e também os bens que integram a empresa, seja de forma direta ou indireta. Uma Política de Segurança Física bem desenvolvida é um dos grandes segredos para se ter uma melhor segurança física tanto para a empresa em si quanto para os funcionários, visitantes e prestadores de serviço que poderão frequentar o local.

No post de hoje vamos explicar o que é a Política de Segurança Física e como ela poderá ser aplicada na sua empresa, garantindo um ambiente mais seguro. Confira!

O que é uma Política de Segurança Física?

A Política de Segurança Física envolve princípios, diretrizes e responsabilidades que são registradas em padrões formais com o a intenção de orientar sobre os compromissos com a segurança física visando a proteção e integridade física tanto das pessoas que circulam pela empresa quanto do patrimônio da mesma.

Esse é um documento elaborado com o intuito de oferecer segurança não só para o pessoal e instalações da empresa. Ele também engloba a segurança de informações da empresa e eventos externos.

Com uma boa Política de Segurança Física são estabelecidas orientações efetivas para que todos possam trabalhar no seu compromisso com a segurança, garantindo um ambiente mais tranquilo e menos exposto a vulnerabilidades causadas por falhas de segurança.

A Política de Segurança Física deve ser completa e não focar em apenas um aspecto, mas sim na empresa como um todo. Por isso a sua elaboração deve ser feita com cautela, de preferência com o auxílio de profissionais experientes em segurança empresarial.

Objetivos da Política de Segurança Física

A Política de Segurança Física tem como principais objetivos:

  • poder evidenciar a visão e o comprometimento da direção da empresa com a segurança física das pessoas e bens da mesma;
  • possibilitar que medidas de segurança compartilhadas e integradas possam ser colocadas em prática, oferecendo assim os fundamentos para a gestão da segurança patrimonial;
  • definir princípios e diretrizes, delegar atribuições e responsabilidades, e servir como base em auditorias, apurações e avaliações de responsabilidades.

Diretrizes da Política de Segurança Física

As diretrizes da Política de Segurança Física variam de acordo com as características e necessidades de segurança de cada corporação. Mas existem alguns princípios básicos que sempre devem ser levados em consideração na hora de elaborar o documento. A seguir vamos falar um pouco sobre as principais diretrizes de uma Política de Segurança Física.

  • A empresa deve ter as suas instalações protegidas de acordo com o valor e sensitividade dos ativos contidos no seu interior, nunca deixando de lado a competitividade e continuidade em sua área de atuação.
  • O acesso físico à empresa deve ter a segurança reforçada por um sistema integrado que pode ser composto por barreiras físicas, recursos humanos contratados, com treinamento e equipamentos adequados e sistemas de segurança eletrônica.
  • A acesso físico às instalações da empresa também deve ser controlado por um sistema de segurança integrado, incluindo procedimentos externos e sistemas de segurança que ajudam no controle e autorização da entrada de pessoas na instalação.
  • Somente pessoas autorizadas e devidamente identificadas com crachá poderão permanecer dentro das instalações da empresa. Quem se recusar a se submeter aos procedimentos de identificação pode ter acesso negado.
  • Todo acesso de visitantes deve ser monitorado. Apenas policiais ou profissionais da área de segurança em exercício podem adentrar o local portando armas de fogo.
  • O departamento de segurança patrimonial deve fazer um controle rigoroso de tudo que entrar ou sair da empresa, seja pessoas, veículos ou até mesmo encomendas. Para o máximo de segurança, recomenda-se um controle de todos os produtos armazenados no local.
  • As chaves e fechadoras de armários, portões, gavetas e cofres devem estar sempre com a manutenção em dia. Essa manutenção deverá ser regulamentada através de procedimentos internos.
  • Tanto o trânsito quanto o estacionamento de veículos dentro da empresa devem estar de acordo com as normas de trânsito definidas pela legislação nacional e regras estabelecidas na política de segurança física.
  • Por fim, é de suma importância que todos os colaboradores estejam sempre atualizados sobre a política de segurança física. Os prestadores de serviços devem receber treinamento através de orientações e palestras sobre o assunto para que possam se adequar às normas de segurança.

Elaborando uma Política de Segurança Física

Na criação de uma Política de Segurança Física, a empresa deve sempre levar em consideração as metas a serem atingidas e conscientização de todos os profissionais envolvidos com os procedimentos. Seguindo essas normas de forma correta, a sua empresa se tornará muito menos exposta a problemas de segurança.

Para ter uma boa segurança física na sua empresa, entre em contato com a Peter Graber. A nossa empresa conta com especialistas experientes em segurança corporativa que poderão contribuir muito para a sua Política de Segurança Física através da monitoração eletrônica profissional.

Dicas para ser um síndico melhor para seu condomínio

By No Comments

O trabalho de um síndico profissional envolve muita responsabilidade. Além resolver conflitos e problemas do condomínio de forma geral, o síndico também deve cumprir algumas obrigações legais decorrentes do cargo e garantir que as despesas ficarão dentro do orçamento disponível. Se você assumiu essa responsabilidade e quer ser um síndico melhor, existem algumas dicas que poderão te ajudar.

Confira no nosso post de hoje algumas dicas para síndicos que querem melhorar o seu desempenho na função, obtendo assim uma maior aprovação de todos os membros do condomínio. Seguir essas dicas é o primeiro passo para aqueles que desejam se tornar um síndico profissional.

Dicas para ser um síndico melhor

Conheça bem as suas responsabilidades e obrigações

Para desempenhar bem o seu papel, o síndico deve conhecer todas as suas responsabilidades e obrigações, incluindo as questões legais que envolvem a função. Ele deve atender os condôminos e funcionários nas suas questões e garantir que todos estejam seguindo o que foi estabelecido no Regulamento Interno do condomínio.

Um bom síndico deve estar preparado para atuar na gestão do condomínio e intermediar qualquer conflito que venha a surgir, incluindo conflitos entre vizinhos.

Seja organizado e comprometido

Dois dos requisitos básicos para quem deseja se tornar um síndico são organização e comprometimento. Só assim você poderá oferecer uma boa gestão condominial a se tornar um síndico melhor. O dia a dia de um síndico normalmente envolve muitas atividades, incluindo algumas que envolvem documentos importantes e questões burocráticas, por isso a falta de organização pode complicar bastante as coisas.

Além disso, o comprometimento é importante para que o síndico consiga dar conta das suas atividades diárias, ajudando a garantir o bem-estar dos condôminos e funcionários.

Controle bem os gastos

Os gastos do condomínio devem ser bem administrados para que o dinheiro não sirva apenas para pagar contas, mas também para investir em melhorias que irão valorizar o prédio e eventuais manutenções. A falta de responsabilidade com os gastos pode acabar saindo cara, então sempre procure formas de diminuir os custos do condomínio.

Tenha uma boa comunicação

Um bom síndico sempre mantém uma comunicação efetiva com os condôminos, seja através de notas fixadas em áreas comuns, por carta ou através do jornal do condomínio. O importante é que os moradores sempre estejam cientes do que está sendo feito com o dinheiro do condomínio sem precisar ficar sempre procurando o síndico para ter acesso a essas informações.

Para fazer com que os moradores conheçam melhor o Regimento Interno do condomínio, você também pode fixar cópias do Regimento Interno em locais comuns do prédio. Assim todos poderão tirar dúvidas sobre ele sempre que quiserem.

Conheça bem o condomínio

Procure conhecer bem tanto a edificação quanto os funcionários e condôminos que circulam por ela. Assim você poderá fazer uma gestão mais eficiente de tudo, inspecionando os andares para verificar eventuais necessidades de manutenção e verificando o andamento das soluções de todos os problemas, incluindo os conflitos.

Cuide da manutenção do prédio

Os descuidos com a manutenção do condomínio podem acabar criando gastos maiores a longo prazo. Sempre fique de olho na manutenção das tubulações, portões, elevadores, sistemas de segurança, infiltrações e tudo mais que houver no prédio. Se necessário, conte com a manutenção de empresas especializadas para resolver o problema.

Lembre-se que problemas como uma simples infiltração, se não forem corrigidos a tempo, podem causar danos muito maiores ao prédio, comprometendo o orçamento do condomínio.

Não deixe a segurança de lado

Por ser um lugar onde há uma considerável circulação de pessoas perto das entradas das residências, os cuidados com a segurança podem ser um grande diferencial. Tenha muito cuidado com pessoas desconhecidas adentrando o local, pois podem ser criminosos disfarçados com a intenção de cometer roubos. Crie regras para controlar a entrada de desconhecidos e sempre verifique as condições da portaria e de outras formas de acesso ao prédio.

Bônus Extra – Portaria Remota

Uma das melhores formas de manter a segurança e controlar o acesso de pessoas ao condomínio é a Portaria Remota. A Peter Graber oferece uma solução de monitoramento de condomínios com Portaria Remota que funciona de forma efetiva. Se o seu objetivo é ser um síndico melhor, pense em soluções tecnológicas que deixarão os moradores mais seguros e satisfeitos. Saiba mais sobre o monitoramento de condomínios neste link.

Como se proteger de maneira inteligente? Conheça a Teoria do Triângulo do Crime

By No Comments

A segurança privada dispõe de várias teorias que buscam ajudar a evitar ações criminosas através de análise de dados. E para empresas que buscam saber como se proteger, é importante conhecer a Teoria do Triângulo do Crime.

Na área da segurança, uma das melhores formas de prevenção é conhecer bem como funciona a execução do crime, e na segurança empresarial isso não é diferente. Usando teorias como a do Triângulo do Crime, fica mais fácil identificar os fatores que motivam e execução das ocorrências indesejadas em empresas.

De simples entendimento e alta relevância, a teoria do triângulo do crime é uma das mais utilizadas por diversos órgãos públicos de segurança, incluindo a polícia militar. As empresas que querem saber como se proteger de forma otimizada devem conhece-la, por isso no post de hoje vamos falar sobre o que é a teoria do triângulo do crime e ensinar formas efetivas de se proteger.

O que é a Teoria do Triângulo do Crime?

De forma bem sucinta, a teoria do triângulo do crime ajuda a entender as motivações que levam os indivíduos a cometer as suas ações delituosas. Ela tem base na Teoria da Atividade Rotineira, que é muito usada na criminologia e afirma que um crime ocorre quando uma vítima em potencial e um provável criminoso se encontram no mesmo lugar sem a presença de um guardião capacitado.

O guardião capacitado da teoria são as medidas de prevenção de um local, seja através vigilância, segurança eletrônica ou qualquer outra medida de segurança.

Por sua vez, a teoria do triângulo do crime afirma que, para que haja ocorrência de um ato criminoso, são necessários três elementos complementares:

Indivíduo motivado

Para que um crime seja executado, é preciso que haja um indivíduo motivado a praticar a ação. Essa motivação pode ser desde coisas simples, como a existência de um bem, até coisas mais complexas.

Técnica

O segundo elemento da teoria do triângulo do crime é a forma que o criminoso age. Ela inclui habilidades que os criminosos possuem para executar o roubo, como uso de armas, ameaças psicológicas, abertura de cofres, entre outras.

Oportunidade

Por fim é considerada a oportunidade, que é a brecha encontrada pelo criminoso para executar a sua ação. Essas brechas são falhas de segurança como locais mal iluminados, muros baixos, janelas abertas, entre outras.

Para levantar as hipóteses da realização de um crime, é preciso realizar um estudo sobre o que leva os indivíduos a tentarem roubar ou invadir um patrimônio. E com a teoria do triângulo do crime fica mais fácil identificar esses elementos e começar a trabalhar em medidas de segurança adequadas.

Como se proteger de ações criminosas?

Para evitar que a sua empresa tenha prejuízos com invasões e roubos, é preciso se atentar a diversos fatores. Faça uma análise de tudo que pode estar prejudicando a segurança da sua empresa através de uma análise de riscos e tome as providências necessárias para eliminar todas as vulnerabilidades.

Entre algumas das brechas que os criminosos mais exploram para invadir empresas estão descuidos com o exterior como locais mal iluminados ou sem um sistema de vigilância adequado; janelas sem travas e grades de proteção; e portas com pouca resistência e sem um bom sistema de monitoramento.

Mas cada caso é um caso. Apesar dessas vulnerabilidades serem relativamente comuns, cada empresa tem as suas particularidades, por isso uma análise é necessária. Verifique locais por onde os criminosos podem entrar com facilidade e verifique se há pontos cegos onde as câmeras de vigilância não cobrem. É importante pensar na segurança do local tanto durante o dia quanto durante a noite, quando a circulação de pessoas é menor e a maioria das ações criminosos ocorre.

Para garantir o máximo de segurança para a sua empresa, o melhor a se fazer é contar com ajuda profissional de empresas especializadas em segurança. Se você está em busca de alarmes monitorados, conte com a Peter Graber para cuidar da segurança da sua empresa. Somos uma empresa de monitoramento de alarmes que trabalha com o que já de melhor em tecnologias de alarmes no Brasil.

E se você está em busca de mais dicas sobre como se proteger, não deixe de conferir o nosso blog! Estamos sempre trazendo matérias sobre segurança com o intuito de ajudar pessoas e empresas que querem um dia a dia mais seguro.

Alarme residencial protege mesmo quando estou em casa?

By No Comments

Você já se perguntou: o alarme residencial protege mesmo quando estou em casa?

Muitas pessoas contratam o alarme residencial para proteger a casa enquanto estiverem ausentes, mas se esquecem que esses equipamentos também podem melhorar a segurança quando você estiver em casa.

Veja a seguir algumas funcionalidades extras dos alarmes residenciais para proteger ainda mais você e sua família.

Funcionalidades do alarme residencial

Configuração Ausente (Away)

Uma das funcionalidades mais conhecidas e utilizadas dos alarmes residenciais é o Ausente ou Away.

Essa configuração deve ser ativada para ligar os sensores e alarmes com a finalidade de proteger a casa enquanto você estiver ausente.

Assim que qualquer tipo de movimento é detectado dentro da casa como circulação de pessoas, vidros quebrados ou janelas arrombadas, o sensor dispara o alarme avisando que a casa está sendo invadida.

Configuração Presente (Stay)

Agora imagine que alguém está dentro da sua casa ou que você tem um animal de estimação, como manter a proteção do local se a partir de qualquer movimento, a configuração Ausente ativará o sinal sonoro?

Nesse contexto, o ideal é utilizar a configuração Presente (Away). Você sabe como funciona?

Apesar de ser pouco utilizada pelas pessoas, essa funcionalidade é muito importante para manter a segurança quando as pessoas estão em casa. É possível configurar quais sensores e alarmes você quer manter ativados e quais devem permanecer desligados.

Por exemplo, você manter desligado o sensor da livre circulação de pessoas e ativar o do portão.

A configuração Stay é uma ótima alternativa para oferecer mais tranquilidade para todos os momentos de lazer dentro de casa.

Botão de emergência

Também é possível configurar no painel de controle do alarme residencial, um botão de emergência.

Ao acionar o botão de emergência, você pode determinar para que pedido socorro seja enviado para um smartphone de alguém ou para a polícia, bombeiros, ambulância e etc.

Antes de contratar um alarme residencial, verifique com o representante todas as funcionalidades disponíveis e utilize-as para aumentar cada vez mais a segurança da sua casa. Entre em contato conosco e solicite um orçamento do alarme residencial!

Por que a rotina pode comprometer sua segurança?

By No Comments

Investir em sistemas de segurança são essenciais para a tranquilidade da sua família, mas o que muitas pessoas não se atentam é que a rotina pode colocá-los em risco. Isso acontece porque criminosos costumam observar quais os costumes das pessoas que moram em uma casa para planejarem o assalto. E isso não acontece apenas em residências, mas em comércios e empresa também!

Ações que comprometem sua segurança

Alguns dos principais pontos que os criminosos costumam observar são:

– Em quais horários a casa comumente fica vazia;

– Os moradores costumam entrar sozinhos ou a família toda junta;

– Quantas pessoas moram na casa;

– Quanto tempo elas levam para entrar e sair, a pé e de carro;

– Quando saem, quanto tempo demoram para voltar;

– Quais trajetos os moradores costumam fazer.

Por isso, além de tomar cuidado com sua rotina, também é importante evitar compartilhar com seus vizinhos informações sobre sua rotina e seu patrimônio. Assuntos relacionados a férias e viagens, também devem ser evitados.

Dicas para oferecer mais segurança à sua família

Converse com todos que moram com você para que façam horários de saída e chegada diferenciados em alguns dias. Procurem entrar e sair rápida, sem muita enrolação enquanto as portas estiverem abertas.

A Peter Graber Alarmes oferece o serviço de Monitoramento Assistido, onde as câmeras de segurança acompanham os principais acessos à sua residência. Registrando imagens do portão e enviando para seu smartphone para que você possa reconhecer as pessoas.

Quando chegar em casa um pouco mais tarde, procure não se distrair com outras coisas, mas sim, observar a movimentação na sua rua e, até mesmo, dar uma volta no quarteirão. Se você notar qualquer situação suspeita, evite entrar em casa.

Quando sair de casa, não se esqueça de trancar todas as portas e janelas. Se tiver alarme residencial, certifique-se que ele foi ativado. Uma casa com alarmes e câmeras de monitoramento podem evitar a ação de criminosos, que ficam intimidados e desistem do assalto ou arrombamento.

Quer segurança para sua casa e sua família? Entre em contato com a Peter Graber Alarmes, um representante poderá avaliar suas necessidades e oferecer as melhores soluções.

Os principais problemas de segurança em comércios

By No Comments

Existem alguns problemas de segurança em comércios que podem ser facilmente identificados e resolvidos. Neste artigo, você vai conhecer alguns deles, no entanto, é importante destacar que apenas uma empresa com experiência em sistemas de segurança e monitoramento poderá avaliar o local e identificar os pontos frágeis.

Você sabia que existe uma Arquitetura contra o crime? Trata-se justamente de identificar na arquitetura de um estabelecimento quais são os pontos mais seguros e os mais vulneráveis de cada ambiente. Isso auxilia para a instalação de alguns equipamentos, como caixas e expositores com produtos mais valiosos.

Mas agora, vamos à identificação dos problemas. Confira!

 

Dicas para identificar problemas de segurança em comércios

  1. Portas

Se a única abertura do ambiente é a porta frontal, seu estabelecimento está vulnerável. Isso porque caso ocorra algum assalto, não há uma saída pelos fundos para as pessoas saírem ou a polícia entrar.

E não estamos falando apenas de crimes, mas em caso de incêndios, por exemplo, esse também pode ser um grande problema.

  1. Janelas

As janelas também podem ser um problema de segurança, principalmente se forem estreitas e altas, servindo apenas para entrada de luz natural.

As janelas devem ser analisadas com muita atenção, porque ao mesmo tempo que devem facilitar a saída das pessoas em caso de emergência, elas devem proteger o local contra furtos.

Converse com um especialista sobre como devem ser as janelas do seu estabelecimento.

  1. Caixa registradora

Se o caixa fica próximo à porta de entrada ou de costas para essa porta principal, isso também é um problema de segurança.

O ideal é que o caixa fique do meio para o fundo do estabelecimento e que o funcionário que opera o caixa fique de frente para o ambiente e a entrada com visão para as pessoas que entrem.

  1. Prateleiras

Se o seu estabelecimento tiver prateleiras ou gôndolas altas, acima da cabeça das pessoas, então você tem problemas de segurança. Quando não é possível ter uma visão ampla do ambiente, isso estimula para que aconteçam furtos.

Se não for possível baixar a altura desses equipamentos, você deve optar por câmeras de monitoramento.

 

A Peter Graber Alarmes possui sistema de monitoramento comercial que reduz muito os problemas de segurança em comércios. Com instalação de alarmes e monitoramento 24 horas de nossa equipe, você protege seu estabelecimento de forma simples e eficaz contra roubos, furtos e intrusões. Conheça nossos serviços.

Como evitar pichação nos muros da sua casa

By No Comments

Evitar pichação nos muros da sua casa pode ser mais simples do que você imagina. E se você pensa que evitar pichação é apenas uma questão de estética, está enganado, também faz parte da segurança da sua casa ou da sua empresa. Imagine que um vândalo consegue pichar muros altos ou áreas de difícil acesso, isso mostra aos possíveis assaltantes que o acesso aquele local é possível sim.

Veja a seguir como você pode ser proativo e proteger sua propriedade da ação de vândalos.

 

Veja como evitar pichação nos muros

 

  1. Melhore a iluminação próxima aos muros

Os pichadores se aproveitam de locais escuros para praticarem as pichações, assim, minimiza o risco de serem pegos. Por isso, é importante manter uma boa iluminação nas proximidades aos muros.

Se você quiser economizar energia, os sensores de movimento são ótimos, assim, as luzes se acendem automaticamente quando alguém se aproximar.

 

  1. Instale um sistema de monitoramento por câmeras

Os sistemas de monitoramento são ideais para afastar pichadores, certamente as câmeras inibem a ação de vandalismo.

Porém, é essencial que você conte com uma empresa especializada, para que não tenha problemas com as gravações de imagens, monitoramento e pontos cegos.

 

  1. Cultive trepadeiras

Muros cobertos por trepadeiras não são vítimas de pichadores, mas não se engane, pois eles não oferecem segurança à sua propriedade. Os vândalos não picham por cima das plantas, mas assaltantes podem escalar esses muros, então a melhor solução é o sistema de monitoramento quando falamos em proteção.

 

  1. Faça pinturas ou ilustrações nos muros

O que os pichadores mais gostam é de um muro liso e uniforme, que dê a sensação de uma “tela em branco” pronta para ser rabiscada. Por isso, o que você pode fazer é contratar um grafiteiro para que ele faça uma ilustração nos seus muros, podem ser desenhos abstratos ou jardins, por exemplo. Há muitas opções, tanto para residências, quanto comércios e empresas. Basta ter imaginação.

 

Gostou das nossas dicas de como evitar pichação nos muros da sua casa? Então continue navegando em nosso blog, há muito conteúdo sobre segurança e proteção do seu patrimônio. Até a próxima!