Powered by ZigaForm version 4.5
Central de Atendimento:
(11) 3080-1000 | (11) 2500-0500 | (11) 4020-0131

Portaria Remota | Peter Graber

Monitoramento Empresarial

5 dicas para reforçar a segurança do condomínio empresarial

By Comentários desativados em 5 dicas para reforçar a segurança do condomínio empresarial

A segurança de um condomínio empresarial é uma das pautas mais necessárias e que merecem atenção. Sabe por quê? Nestes locais, há um fluxo intenso de pessoas diariamente. Além disso, há uma concentração grande de empresas e, consequentemente, de seus patrimônios. Essa combinação acaba por criar um ambiente bastante atrativo aos olhos dos criminosos e, sendo assim, precisam dos melhores cuidados e reforços para garantir a segurança de todos.

Estamos considerando também que uma empresa tem suas necessidades, em termos de segurança, bem particulares. Por isso, discutir e implementar uma boa segurança do condomínio empresarial é tão essencial: envolve diversos fatores, cada um bem específico, e que, ao serem negligenciados, acabam colocando seu negócio em risco.

Mas não se preocupe: existem boas maneiras de garantir que um espaço como este seja bem protegido. Por isso, listamos 5 dicas para reforçar a segurança do condomínio empresarial e vamos dividir com você a seguir.

Vamos lá?

Como garantir a segurança do condomínio empresarial?

Bem, sem dúvidas sua empresa é de grande importância para você. Por isso, maneiras de mantê-la segura, bem como os seus colaboradores, deve ser uma pauta constante. Mas então, por onde começar?

Antes de mais nada você precisa de um diagnóstico completo para entender como está a segurança do condomínio empresarial. Quais são os pontos fortes? Principalmente, quais são os pontos fracos? Sua equipe sente-se segura? Onde está o maior patrimônio da empresa e qual a segurança dessa sala?

Questões como estas são essenciais para entender de qual ponto você deve partir. Além disso, comece também pelas nossas 5 dicas poderosas. São elas:

1- Monitoramento e câmeras de vigilância para reforçar a segurança do condomínio empresarial

Para reforçar a segurança do condomínio empresarial é essencial que você tenha recursos de monitoramento e vigilância. Isto é: monitoramento de alarmes e também de acesso. Como eles funcionam?

O monitoramento de alarmes, que pode ser por imagens e também por GPRS garantem, maior tranquilidade e que segurança quanto a quem entra ou sai do condomínio e em qual horário. Através das imagens, você garante ainda mais proteção e, frente a algum transtorno, tem um material concreto para entregar às autoridades. Já o monitoramento de acesso ajuda a garantir que apenas pessoal autorizado acesse o condomínio.

E, além disso, as câmeras de vigilância também são essenciais. Elas ajudam a inibir possíveis ações criminosas e ainda ampliam o campo de visão de áreas externas ao condomínio empresarial.

2- Pronta resposta motorizada

Tranquilidade é suporte. Por isso, a segurança do condomínio empresarial depende de uma equipe com experiência e profissionalismo para atuar nos bastidores. Aí é que entra a pronta resposta motorizada. Um recurso no qual, justamente estas equipes treinadas, conseguem chegar com máxima agilidade até o local de monitoramento para administrar a situação em andamento, orientar ou mesmo tomar providências.

É, como falamos, tranquilidade. Quando o alarme, por exemplo, é desligado e não se consegue contato com o responsável pelo local, esta equipe existe para rapidamente chegar ao lugar e verificar o que está acontecendo.

3- Relatórios de arme e desarme do alarme

Os relatórios de arme e desarme do alarme do seu condomínio empresarial são parte chave para assegurar uma maior segurança ao seu patrimônio. Com ele, é possível identificar o horário e quem executou esta tarefa.

É um ótimo recurso também para conscientizar os funcionários da importância de ter um comprometimento com a segurança da empresa, pois casos de desatenção, podem gerar uma falha de grande risco.

4-Detecção de fumaça

A segurança do seu condomínio empresarial não corre apenas riscos de ser vítima da criminalidade. Por isso, um sistema de detecção de fumaça é essencial para proteger o seu patrimônio. Com ele, você tem a tranquilidade de que acidentes acontecem, mas você está totalmente preparado para isto.

Lembre-se de que esta garantia não abrange apenas o material. Sua equipe também se sente mais segura e protegida ao ter os equipamentos certos, que irão assegurar a integridade pessoal frente a qualquer evento.

5-Manutenção técnica corretiva e preventiva para a segurança do condomínio empresarial

Por fim, de nada adianta todo este aparato técnico e cheio de tecnologias das mais atuais quando não se realiza uma boa manutenção técnica e preventiva. Inclusive, pense agora mesmo: pode até ser que você tenha câmeras de vigilância garantindo a segurança do condomínio empresarial. Porém, qual foi a última vez que elas passaram por manutenção. Você, sequer, sabe se estão funcionando como deveriam?

Isto é essencial e precisa estar na sua lista de prioridade. Afinal, já pensou acontecer algo e você ter certeza de que está protegido, porém existe uma grande falha não identificada por falta de manutenção? Diminua seus riscos!

Quer saber mais sobre como garantir a segurança do condomínio empresarial? Entre em contato para que os especialistas da Peter Graber expliquem tudo o que você precisa saber para agir já!

Como funciona um sistema de controle de acesso em empresas

By Comentários desativados em Como funciona um sistema de controle de acesso em empresas

A preocupação do setor de Recursos Humanos ou mesmo dos próprios gestores de uma empresa com o fluxo de chegada e saída dos funcionários na empresa é grande. Na mesma lista de preocupações está a segurança. O que esses dois problemas compartilham? A solução chamada de sistema de controle de acesso. 

Essa ferramenta é essencial por fornecer as informações mais necessárias para gerir um bom negócio: quem está chegando ou saindo da empresa e em qual horário. Em termos de segurança, é essencial para proteger bens materiais, como equipamentos, produtos em estoque, documentos e tudo aquilo de físico que pode ser levado em uma ação criminosa.

Por isso, um sistema de controle de acesso em empresa cumpre esse papel de proteger o patrimônio ao controlar e padronizar a forma como a equipe e visitantes acessam os ambientes corporativos. Além, é claro, de limitar pessoas a determinadas áreas, criando aquelas áreas inacessíveis de acordo com padrões predeterminados.

Mas como um sistema de controle de acesso funciona? Continue lendo e descubra os detalhes, além de entender como implementar essa solução na sua empresa.

Sistema de controle de acesso em empresas: na prática

Um sistema de controle de acesso, na verdade, é apenas uma ponta de uma ferramenta muito maior e mais completa de monitoramento empresarial. O que isso significa? Que sozinho, esse controle não é tão efetivo assim. Por exemplo, ele precisa estar sintonizado com catracas ou portas, primeiramente, para existir um controle verdadeiro.

A partir daí, é preciso cadastrar os funcionários da sua empresa. É possível tirar foto, colocar dados pessoais e corporativos nesse perfil. Será este acesso que estará habilitado no sistema para entrar ou sair daquele local sem restrições. Tal liberação pode funcionar por biometria, ou seja, digital, por cartão magnético ou senha. Tudo irá depender do nível de segurança necessário ou melhor relacionado com o dia a dia da empresa.

Na prática, ao utilizar esse acesso, seja por meio da digital, cartão ou senha, fica registrado no sistema o horário e quem entrou ou saiu do estabelecimento.

Com tudo isso registrado, é possível exportar esses dados em relatórios de monitoramento extremamente completos e detalhados. São informações que podem ser utilizadas para o setor de RH e também para analisar possíveis falhas de segurança que estão deixando a empresa vulnerável.

Somente um sistema de controle de acesso basta?

Como explicamos acima, um sistema de controle de acesso não irá proteger a sua empresa ou comércio de uma possível ação de roubo ou furto sozinho. Para isto, a estratégia deve fazer parte de um sistema maior de monitoramento.

Por exemplo, o controle de acesso deve estar ligado a um monitoramento por câmera. Assim, caso alguém esteja tentando entrar no local sem a senha ou, em um cenário pior, possa estar coagindo algum funcionário, estará registrado em imagens.

O monitoramento abrange também uma central de segurança analisando as imagens do sistema de câmeras a distância. Quanto mais integrado e elaborado for esse sistema de segurança, maior será o potencial de proteção do controle de acesso.

Monitoramento de uma empresa: como ampliar o poder do sistema de controle de acesso

Se o sistema de controle de acesso não tem tanto efeito sozinho, porém um enorme potencial aliado a outras ferramentas, quais são as melhores alternativas para proteger os bens patrimoniais de uma empresa? Além, é claro, de seus colaboradores e clientes, se for o caso?

Uma sugestão poderosa é acrescentar uma série de serviços a este inicial. É o caso da notificação de abertura e fechamento do local. Imagine receber uma notificação de abertura da empresa em um horário incomum. Assim, você vê a necessidade de checar quem está tentando entrar e terá esse dado a partir do sistema de controle de acesso. Caso a pessoa não esteja conseguindo, pois não está cadastrada, através do monitoramento de câmeras será possível identificar.

Caso a ação criminosa seja concluída, todos esses itens servem como prova para serem documentadas pelas autoridades. Porém, há outros serviços que podem ser somados a estes, que podem impedir a violação do espaço como:

-Alerta vigia;

-Serviço de seguro;

-Pronta resposta motorizada;

-Monitoramento de alarmes com GPRS.

Ficou interessado? Para saber mais sobre estes recursos e sobre o sistema de controle de acesso em empresas, entre em contato com os especialistas da Peter Graber. 

Acidentes de trabalho: como a tecnologia da segurança reduz o risco no setor?

By No Comments

Um bom líder tem ciência da importância da segurança de seus colaboradores, sendo assim, adota políticas rígidas de prevenção a acidentes de trabalho. Mas, ainda assim, fica a dúvida: como fiscalizar e garantir que todas as políticas empregadas sejam cumpridas?

Além de treinamentos de segurança para a equipe e protocolos a serem seguidos, principalmente em empresas que utilizam equipamentos de alto risco, as ferramentas de segurança e monitoramento também auxiliam na prevenção de acidentes de trabalho. Através de um CFTV é possível gerenciar os diversos ambientes de uma empresa de maneira totalmente remota e, a partir das imagens captadas e arquivadas, analisar o fluxo de trabalho, identificar problemas em potencial e criar estratégias para uma solução premeditada.

Parece óbvio adotar um Circuito Fechado de TV para estudar os possíveis riscos de acidentes de trabalho, mas a verdade é que muitas poucas empresas não fazem o uso maximizado das ferramentas de monitoramento e segurança. Sendo assim, este artigo tem a finalidade de ampliar a funcionalidade de seu equipamento de segurança. Continue lendo.

 

 

Tecnologia da segurança como prevenção de acidentes de trabalho

 

Soluções de segurança e monitoramento já tornaram-se uma praxe dentro das corporações, grandes empresas, escritórios, comércios e muitos outros. Isso porque a taxa de criminalidade do país é alta e a preocupação em proteger o patrimônio da empresa e outros bens materiais faz com que os empresários não economizem investimentos com equipamentos. Mas ainda assim, estes sistemas não são usados como estratégia de prevenção a acidentes de trabalho e acabam sendo desperdiçados como ferramenta de otimização do workflow e melhoria do negócio como um todo.

Contar com um circuito de câmeras pode ser a solução para acompanhar e estar à par de todos os setores da empresa, além de monitorar as áreas de desembarque e despacho de produtos e recursos, alcançando maior agilidade e segurança. Também pode funcionar de maneira assertiva no controle de qualidade ao observar se os processos estão dentro dos padrões exigidos.

 

É essencial que sejam adotadas condutas seguras para o trabalho em indústrias. O alto risco oferecido pelo manejar de grandes equipamentos pode ser o estopim para acidentes de trabalho; o que não é nada favorável para a empresa. Por isso, o CFTV é um grande aliado na prevenção de tais ocorrências. As câmeras, quando posicionadas estrategicamente, faz com que o monitoramento das atividades seja mais eficaz e possibilita o controle simultâneo de diversas áreas da empresa, além de checar se os protocolos de segurança estão sendo cumpridos à risca, como o uso de Equipamentos de Proteção Individual, o respeito às limitações de áreas de risco, etc.

Também existe a possibilidade de vincular as câmeras a ferramentas de detecção automática, por exemplo, sensores de movimento e calor. Assim, pode-se identificar cores que evidenciam derramamento de líquidos perigosos, superaquecimentos, retirada inadequada de objetos, entre outros.

 

Para alcançar a máxima performance na prevenção de acidentes de trabalho, é necessário mais do que equipamentos tecnológicos, mas também uma gestão otimizada e treinamentos regulares de segurança.

 

Quer monitorar sua empresa de qualquer lugar 24h por dia? Fala com a gente que nós temos a solução!

Aprenda a identificar as falhas na segurança da sua empresa

By No Comments

Naturalmente, as empresas são alvos para criminosos, pois costumam concentrar uma série de equipamentos ou produtos de valor. Também, devido ao tempo em que passam fechadas, sem presença dos colaboradores, a noite é atrativa para este tipo de ação que pode gerar prejuízos enormes. Por isso, identificar as falhas na segurança da sua empresa é essencial.

Proteger o seu patrimônio, bem como o seu pessoal, afinal ações durante o expediente não estão descartadas, é papel de um bom gestor. Pensando nisso, vamos explicar para você quais são essas falhas, como identificá-las e de qual forma tornar a sua empresa um espaço mais seguro e protegido.

Vamos lá?

 

As falhas que comprometem a segurança da sua empresa

Para identificar os erros que tornam a sua empresa vulnerável listamos alguns itens que precisam ser observados e que podem indicar falhas na segurança. Veja quais destes pontos estão sendo negligenciados:

Ausência de investimento na segurança da estrutura física

Para chegar até a sua empresa provavelmente há portões, portas, guaritas e muros, não é? Independente de ser um, dois ou todos itens da lista presentes na estrutura física do seu negócio, você investiu na segurança desses pontos?

Até mesmo antes disso, você já se questionou sobre esses pontos? Prédios ou espaços mais antigos, de forma geral, não tinham um planejamento arquitetônico voltado para muita segurança. Afinal, em anos atrás, a realidade era bastante distinta, bem como os índices da criminalidade.

Porém, se o espaço no qual você está instalado é novo, também é preciso cautela. Dependendo do projeto e dos objetivos do arquiteto, é possível que questões básicas tenham sido negligenciadas em nome da estética.

Por exemplo, avalie se o posicionamento da guarita é o ideal. Qual o campo de visão da pessoa que está lá dentro? Ela é blindada? Qual a altura dos portões? Há itens que facilitem a escalada ao redor? Quais estruturas e construções rodeiam a sua empresa?

Tudo isto precisa ser avaliado e receber o devido investimento para tornar os principais pontos de acesso ao prédio ou área mais seguros e menos expostos.

Ausência de segurança eletrônica

Uma empresa sem segurança eletrônica é um alvo fácil para criminosos. Isto porque o suporte humano é essencial, porém limitado. Há um trabalho muito maior que garante a plena segurança de um espaço e para ele ser realizado é essencial a aparelhagem eletrônica.

E mais: não pense que segurança eletrônica é apenas instalar câmeras. Além de se fazer necessário muitos outros recursos, este é um segundo erro básico. Não adianta implantar um sistema se a sua equipe não sabe utilizar. Treinar o pessoal para saber como reagir frente ao equipamento e em casos de emergência é primordial.

Outro erro muito comum neste caso é instalar equipamentos e nunca mais verificar os materiais. Sem manutenção periódica você corre o risco de ser vítima de algum crime e não ter o ato gravado pois as câmeras não estavam em funcionamento. Verificar as peças, testar e realizar reparos é obrigação de quem busca um sistema sem falhas na segurança.

Lembre-se de que alarmes que são monitorados de forma remota e o sistema de controle de acesso são parte essencial da segurança eletrônica, para além de câmeras. Saiba mais.

Ausência de procedimentos de segurança

A sua empresa possui procedimentos de segurança? Se a resposta é não saiba que você está sim favorecendo uma situação de risco. Se a resposta é sim, a segunda pergunta é: seus funcionários conhecem tais procedimentos? São realizados treinamentos? Pois então, saiba que este é um forte indicador de falhas na segurança da sua empresa.

Todos os seus funcionários precisam ter consciência da importância de primar pela segurança do local e mais: devem ter orientação de como se comportar frente a casos de violência, invasão e roubos.

Pessoas que não sabem como reagir em situações de perigo estão ainda mais expostas a riscos, inclusive de vida, além de colocarem o seu patrimônio em posição altamente prejudicial.

 

Como resolver as falhas na segurança?

Caso a sua empresa esteja enquadrada dentro desses pontos que citamos acima é importante que você procure um profissional. Apesar de serem indicativos fortes, a segurança é algo muito delicado para ser tratado de forma amadora. Por isso, entre em contato com os especialistas da Peter Graber para que eles possam fazer o diagnóstico completo e profissional do seu negócio.

Somente eles serão capazes de indicar todos os pontos de vulnerabilidade e apontarem as melhores soluções. Confie a sua empresa a quem entende de segurança.

Portaria Remota | Peter Graber