Powered by ZigaForm version 3.9.8.5
Central de Atendimento:
(11) 3080-1000 | (11) 2500-0500 | (11) 4020-0131

Portaria Remota | Peter Graber

segurança

5 dicas para reforçar a segurança do condomínio empresarial

By Comentários desativados em 5 dicas para reforçar a segurança do condomínio empresarial

A segurança de um condomínio empresarial é uma das pautas mais necessárias e que merecem atenção. Sabe por quê? Nestes locais, há um fluxo intenso de pessoas diariamente. Além disso, há uma concentração grande de empresas e, consequentemente, de seus patrimônios. Essa combinação acaba por criar um ambiente bastante atrativo aos olhos dos criminosos e, sendo assim, precisam dos melhores cuidados e reforços para garantir a segurança de todos.

Estamos considerando também que uma empresa tem suas necessidades, em termos de segurança, bem particulares. Por isso, discutir e implementar uma boa segurança do condomínio empresarial é tão essencial: envolve diversos fatores, cada um bem específico, e que, ao serem negligenciados, acabam colocando seu negócio em risco.

Mas não se preocupe: existem boas maneiras de garantir que um espaço como este seja bem protegido. Por isso, listamos 5 dicas para reforçar a segurança do condomínio empresarial e vamos dividir com você a seguir.

Vamos lá?

Como garantir a segurança do condomínio empresarial?

Bem, sem dúvidas sua empresa é de grande importância para você. Por isso, maneiras de mantê-la segura, bem como os seus colaboradores, deve ser uma pauta constante. Mas então, por onde começar?

Antes de mais nada você precisa de um diagnóstico completo para entender como está a segurança do condomínio empresarial. Quais são os pontos fortes? Principalmente, quais são os pontos fracos? Sua equipe sente-se segura? Onde está o maior patrimônio da empresa e qual a segurança dessa sala?

Questões como estas são essenciais para entender de qual ponto você deve partir. Além disso, comece também pelas nossas 5 dicas poderosas. São elas:

1- Monitoramento e câmeras de vigilância para reforçar a segurança do condomínio empresarial

Para reforçar a segurança do condomínio empresarial é essencial que você tenha recursos de monitoramento e vigilância. Isto é: monitoramento de alarmes e também de acesso. Como eles funcionam?

O monitoramento de alarmes, que pode ser por imagens e também por GPRS garantem, maior tranquilidade e que segurança quanto a quem entra ou sai do condomínio e em qual horário. Através das imagens, você garante ainda mais proteção e, frente a algum transtorno, tem um material concreto para entregar às autoridades. Já o monitoramento de acesso ajuda a garantir que apenas pessoal autorizado acesse o condomínio.

E, além disso, as câmeras de vigilância também são essenciais. Elas ajudam a inibir possíveis ações criminosas e ainda ampliam o campo de visão de áreas externas ao condomínio empresarial.

2- Pronta resposta motorizada

Tranquilidade é suporte. Por isso, a segurança do condomínio empresarial depende de uma equipe com experiência e profissionalismo para atuar nos bastidores. Aí é que entra a pronta resposta motorizada. Um recurso no qual, justamente estas equipes treinadas, conseguem chegar com máxima agilidade até o local de monitoramento para administrar a situação em andamento, orientar ou mesmo tomar providências.

É, como falamos, tranquilidade. Quando o alarme, por exemplo, é desligado e não se consegue contato com o responsável pelo local, esta equipe existe para rapidamente chegar ao lugar e verificar o que está acontecendo.

3- Relatórios de arme e desarme do alarme

Os relatórios de arme e desarme do alarme do seu condomínio empresarial são parte chave para assegurar uma maior segurança ao seu patrimônio. Com ele, é possível identificar o horário e quem executou esta tarefa.

É um ótimo recurso também para conscientizar os funcionários da importância de ter um comprometimento com a segurança da empresa, pois casos de desatenção, podem gerar uma falha de grande risco.

4-Detecção de fumaça

A segurança do seu condomínio empresarial não corre apenas riscos de ser vítima da criminalidade. Por isso, um sistema de detecção de fumaça é essencial para proteger o seu patrimônio. Com ele, você tem a tranquilidade de que acidentes acontecem, mas você está totalmente preparado para isto.

Lembre-se de que esta garantia não abrange apenas o material. Sua equipe também se sente mais segura e protegida ao ter os equipamentos certos, que irão assegurar a integridade pessoal frente a qualquer evento.

5-Manutenção técnica corretiva e preventiva para a segurança do condomínio empresarial

Por fim, de nada adianta todo este aparato técnico e cheio de tecnologias das mais atuais quando não se realiza uma boa manutenção técnica e preventiva. Inclusive, pense agora mesmo: pode até ser que você tenha câmeras de vigilância garantindo a segurança do condomínio empresarial. Porém, qual foi a última vez que elas passaram por manutenção. Você, sequer, sabe se estão funcionando como deveriam?

Isto é essencial e precisa estar na sua lista de prioridade. Afinal, já pensou acontecer algo e você ter certeza de que está protegido, porém existe uma grande falha não identificada por falta de manutenção? Diminua seus riscos!

Quer saber mais sobre como garantir a segurança do condomínio empresarial? Entre em contato para que os especialistas da Peter Graber expliquem tudo o que você precisa saber para agir já!

Confira 5 dicas de como melhorar a segurança no condomínio

By Comentários desativados em Confira 5 dicas de como melhorar a segurança no condomínio

Atualmente as pessoas estão com atenção redobrada e pensando em soluções de como melhorar a segurança no condomínio. Com o aumento da criminalidade nas cidades, a população está procurando alternativas para ter mais segurança em casa. Uma delas é morar em condomínios, sejam eles de prédios ou casas para se distanciar dos perigos que uma residência de rua, por exemplo, pode trazer aos moradores.

Independente da escolha da casa e das estratégias utilizadas pelos condomínios, o importante é oferecer um ambiente tranquilo e seguro para todos os membros de sua família. E que garanta também, a integridade de seu patrimônio e bens, para que não fique a sensação de vulnerabilidades tão constante que ronda as cidades.  Separamos cinco dicas de como você pode redobrar a segurança em seu condomínio.

Dicas de como melhorar a segurança no condomínio

Dica 1 – Contrate uma empresa especializada em segurança

Na hora de contratar uma empresa especialista em segurança, é importante pesquisar por aquelas que são referência no mercado de segurança privada.  A segurança dependerá muito da capacitação dos profissionais que irão atuar no condomínio. 

Geralmente, as empresas especializadas treinam seus funcionários para todos os tipos de ocasiões que podem vir acontecer. Além de, estarem atualizados com conhecimentos específicos para aplicações de medidas preventivas de segurança. Assim, seu condomínio não ficará vulnerável e você e sua família estarão protegidos

Dica 2 – Escolha uma empresa que ofereça segurança eletrônica

Use a tecnologia ao seu favor para fazer a segurança de seu condomínio. Hoje as empresas especializadas em segurança eletrônica, assim como a Peter Graber que é pioneira no segmento de alarmes para monitoramento de casas, condomínios residenciais, empresariais e lojas, oferecem câmeras de monitoramento 24 horas, sistema de alarme integrados a uma central de atendimento à distância, além de outros mecanismos automáticos que realizam o acompanhamento e coíbem o acesso de pessoas ao condomínio.  

Dica 3 – Opte pela portaria remota

Para melhorar a segurança no condomínio, uma excelente opção é a contratação da portaria remota. A portaria remota é um moderno sistema tecnológico que permite o monitoramento do acesso e saída de pessoas aos condomínios. Todo esse acompanhamento é feito à distância pela central de monitoramento. 

O porteiro faz o atendimento aos visitantes desta central, entra em contato com o morador possibilitando que ele fale com o visitante mesmo fora de casa. Durante o dia a dia, este tipo de sistema se mostra bastante econômico e assertivo para a segurança de todos que transitam pelas áreas do condomínio.

Dica 4 – Esteja preparado para procedimentos emergenciais

Emergências podem acontecer a qualquer momento, por isso é importante sempre gravar telefones úteis na agenda de seu celular para manter uma comunicação constante entre os moradores, funcionários e a empresa que realiza o monitoramento de segurança do seu condomínio. Assim, por exemplo, se um morador sofre uma tentativa de assalto em seu veículo, poderá contatar a empresa de segurança que chegará ao local rapidamente para auxiliar a vítima.  

Caso também ocorra alguma emergência na residência de algum vizinho, você estará preparado e terá o telefone em mãos para solicitar ajuda para outro morador.

Dica 5 – Organize normas internas para melhorar a segurança no seu condomínio

É extremamente importante estabelecer um conjunto de regras próprias que envolvam todos que frequentam o condomínio, ou seja, condôminos e funcionários. Estas regras são importantes para serem seguidas por todos, podendo assim reduzir a incidência de assaltos e situações de violência aos moradores. 

Se você está se perguntando quais seriam essas regras, quem as definirá são os moradores, pois cada condomínio tem suas características e peculiaridades, portanto, somente em uma reunião de condomínio poderiam ser definidas.

Faça a melhor escolha: invista em segurança

Câmeras para monitoramento interno, alarmes entre outros itens, podem ajudar a melhorar a segurança em seu condomínio, mas não inibem que aconteça ações, pois sem um monitoramento real 24 horas ao dia, você e sua família podem estar desprotegidos. Nossa última dica é: invista em um sistema de monitoramento. 

A Peter Graber é especialista em monitoramento eletrônico e pioneira no segmento. Além de oferecer uma monitorização diferenciada para cada cliente, ela zela pela proteção da vida e do patrimônio dos contratantes. Além dos muitos diferenciais como a ronda virtual ou portaria remota, a Peter ainda coloca à disposição um aplicativo exclusivo onde você gerencia o acesso ao seu condomínio. 

Contrate agora mesmo um sistema de monitoramento da Peter Graber para melhorar a segurança no condomínio e leve uma vida mais segura e tranquila.

 

Tudo o que você precisa saber sobre Portaria Remota para condomínios

By Comentários desativados em Tudo o que você precisa saber sobre Portaria Remota para condomínios

Em condomínios, as portarias representam um grande problema para os moradores e para a administração. No primeiro caso devido aos seus custos elevados, que acabam pesando no bolso e na economia das famílias. Já no segundo, pois gera uma série de transtornos e manutenção que exigem muito envolvimento. Frente a isto, a Portaria Remota para condomínios surge como uma grande aliada e a perfeita solução ao problema.

Mas, afinal, o que é isto e como esta ferramenta pode, de fato, tornar um condomínio seguro e de forma mais barata do que uma equipe presencial? Descubra, a seguir, como esta tecnologia está conquistando cada vez mais o mercado e se tornando o investimento preferido dos condomínios, moradores e administradores. Vamos lá?

Portaria Remota para condomínios: o que é e como funciona?

A Portaria Remota nada mais é do que um sistema que proporciona o gerenciamento dos acessos a um determinado condomínio ou prédio, por exemplo, a distância. Com isto, podem surgir inúmeras dúvidas, não é mesmo? Como um sistema poderá ser eficaz e realmente seguro se não existe ninguém presente para melhor controlar e vistoriar o fluxo de moradores e visitantes?

Bem, devido a este sistema remoto, o monitoramento se torna, na verdade, ainda mais seguro do que aqueles com equipes presenciais. Esse modelo de portaria permite um controle de entrada e saída no local 24 horas por dia de forma totalmente tranquila para todos.

Na prática, ela funciona através de um identificador que é repassado aos moradores e trabalhadores de um prédio. Já para aqueles que estão de visita, tal identificação deverá ser feita por meio do interfone. Neste momento, a equipe de monitoramento virtual é a responsável por verificar se aquela pessoa tem sua entrada permitida ou não no local.

É, portanto, uma ferramenta inovadora, simples e segura, que utiliza da tecnologia para conectar as ferramentas de monitoramento como câmeras e sistemas de alarme a uma central remota e administrada por profissionais treinados. 

Além da diminuição dos custos, o sistema de Portaria Remota para condomínios consegue diminuir situações de risco e deixar os moradores ainda mais seguros, principalmente nos casos de condomínios horizontais.

Quais são as vantagens de investir na Portaria Remota? 

#1 Um serviço a distância e com menos custos

Você sabia que a Portaria Remota para condomínios consegue reduzir em até 60% os custos com este serviço? Além da economia, há o impacto direto no aumento da segurança e redução de possíveis momentos de risco que profissionais no local poderiam estar expostos.

#2 Maior controle sobre entrada e saída no condomínio

Com este tipo de tecnologia é possível controlar de melhor forma o fluxo de acesso e saída de prédios, além dos registros precisos sobre quem está chegando e saindo e o horário. Tais informações são bastante preciosas e contribuem para um ambiente mais seguro e controlado.

#3 Moradores e síndico mais tranquilos

Com este sistema é possível alcançar uma maior tranquilidade de que o patrimônio e as casas estão de fato protegidas, sem riscos de falha humana. Todos estão cientes sobre isto e também acaba sendo um fator de inibição para alguns criminosos.

#4 A tecnologia a seu favor

Com a Portaria Remota para condomínios é possível usufruir de um sistema altamente tecnológico e que elimina um dos grandes problemas para quem mora ou administra um local como este: os funcionários da na portaria, os gastos para com eles e a insegurança que ainda existe devido a uma possível falha humana.

Para investir em Portaria Remota para condomínios

Se você está pensando em investir nesse sistema tecnológico e altamente seguro para o seu condomínio, entre em contato para que os especialistas da Peter Graber possam explicar melhor e demonstrar para você como ela funciona. Conheça de perto quais são os inúmeros benefícios proporcionado por esse sistema para as famílias que residem em prédios e condomínios.

Na Peter Graber, a Portaria Remota para condomínios deixa o controle mais na sua mão, pois oferece um aplicativo que permite o gerenciamento a distância de quem está acessando o seu prédio, além de mostrar em tempo real este fluxo através das câmeras e ainda autorizar entrada e saída de visitantes ou prestadores de serviços.

Chamado “Graber Portaria Remota”, o aplicativo tem foco em aumentar a segurança dos moradores e facilitar seu dia a dia. Pensando nisso, a chave enviada pelo sistema só pode ser utilizada se o usuário recebeu o convite e a uma distância pré-definida, o que reduz chances de algum tipo de fraude ou clonagem.

Entre em contato e saiba mais já!

Como escolher uma empresa de Portaria Remota para o seu condomínio

By Comentários desativados em Como escolher uma empresa de Portaria Remota para o seu condomínio

A portaria remota é um recurso essencial, nos dias de hoje, principalmente em condomínios pela sua alta segurança e baixo custo com relação a outras formas de fazer esse monitoramento das áreas de acesso e saída de determinados locais. Mas como escolher a empresa de Portaria Remota certa? O que ela precisa ter e o que é preciso estar atento para investir na melhor opção do mercado para a sua realidade?

Essas dúvidas são bastante comuns e muito necessárias para que esta decisão, tão séria, seja tomada da melhor forma possível. Afinal, com a portaria remota se tem mais segurança, mas a tranquilidade dos moradores e gerência depende diretamente de quem está por trás desse monitoramento.

Preparamos, a seguir, um material completo para você entender um pouco mais sobre e, principalmente, como escolher a empresa de Portaria Remota que, de fato, possa proteger seu lar. Vamos lá?

Portaria Remota: quais os benefícios?

A portaria remota é um sistema tecnológico que permite o monitoramento do acesso e saída de locais como condomínios, por exemplo, a distância. Seus benefícios são inúmeros, confira os principais deles:

– Economize até 60% do custo com equipe para segurança ao utilizar a portaria remota;

-Tenha total controle sobre acesso de moradores, visitantes e trabalhadores do condomínio, além de dados precisos sobre horário e até mesmo foto;

– Maior segurança porque elimina riscos de distrações ou rendições de criminosos do trabalhador local;

-Equipe treinada e altamente qualificada para fazer o monitoramento 24h por dia, durante todos os dias da semana.

Durante o dia a dia, o sistema se mostra muito mais econômico e assertivo para a segurança de todos. Mas, então qual a melhor empresa de Portaria Remota para garantir que todos esses benefícios sejam cumpridos? Para descobrir isso, continue lendo!

Como escolher a empresa certa?

Separamos os principais pontos que você deve verificar antes de assinar qualquer contrato e não ser surpreendido ou pego de surpresa mais tarde. Confira.

O que essa empresa de Portaria Remota deve ter?

O ideal é que a empresa de Portaria Remota a ser contratada ofereça um serviço completo, ou seja, que todas as soluções estejam concentradas em um único local. É importante ressaltar isto porque é bastante comum que pequenas empresas de segurança privada se unam para ofertar um serviço a um cliente. O problema dessa fragmentação é que afeta diretamente a qualidade do atendimento e pode deixar o cliente um pouco inseguro sobre quem procurar e quando.

Outro ponto que você deve averiguar é a história dessa determinada empresa. Ela está há quanto tempo no mercado? Quais soluções oferece? O que dizem seus clientes sobre ela? Todas essas respostas são essenciais. Ao visitar as redes sociais, por exemplo, você já consegue ter uma ideia do que os clientes estão falando ou reclamando. Pesquise bastante sobre a reputação e história dessa empresa.

Não deixe de conferir o que essa empresa diz. Isso mesmo. Ela informa seus clientes? Disponibiliza informativos que esclareçam dúvidas e falem com clareza sobre os serviços que oferece? Quanto mais ela se posiciona, mais ela sabe sobre o tema e se preocupa com sua audiência.

Ao escolher a empresa de portaria remota que irá assumir a segurança do seu condomínio, voltamos mais uma vez para a importância de focar nos clientes. Eles apresentam algum grupo de referência? Disponibilizam depoimentos? Pesquisas de satisfação? Tudo isto é essencial para você medir o relacionamento da empresa para com seus clientes, como se preocupa e se posiciona frente a dúvidas e reclamações.

Por fim, não deixe de checar como funciona o suporte ofertado pela empresa. Afinal, este é um dos pontos mais sensíveis e o qual você mais precisará de atenção e cuidado por parte da equipe contratada.Você está pronto para escolher sua empresa de Portaria Remota?

Sim! Estes pontos são básicos, os quais você sempre deve ficar atento ao contratar um serviço de segurança como de portaria remota, por exemplo. Esta é uma solução inteligente, tecnológica e que está conquistando o mercado com muita velocidade. Por isso, está sendo ofertada na mesma velocidade. A consequência direta disto é que muitos podem não ter a qualidade desejada.

A empresa de Portaria Remota certa é a que melhor compreende e atende suas necessidades para tornar sua casa ou condomínio um local mais seguro e com menos custos.

Para saber mais sobre o tema, entre em contato com os especialistas da Peter Graber!

7 dicas para reforçar a segurança de lojas para o fim de ano

By Comentários desativados em 7 dicas para reforçar a segurança de lojas para o fim de ano

Com a proximidade do fim do ano é essencial ficar de olho e reforçar a segurança de lojas para proteger seu patrimônio. Afinal, é uma época que aumenta consideravelmente o fluxo de consumidores, criando um cenário perfeito para pessoas com más intenções circulares e aprenderem sobre o dia a dia de comércios.

Além disso, devido a esse volume extra de pessoas também aumentam as chances de erros e distrações das equipes, podendo dar brecha a ações criminosas. Lembre-se de que o caixa não é o único visado. Clientes, estoque e equipamentos são altamente atrativos e, muitas vezes, alvos fáceis.

Por isso, listamos as melhores dicas para reforçar a segurança de lojas especialmente neste final de ano. Confira!

Dicas para reforçar a segurança de lojas no fim de ano

#1 Monitoramento de alarmes com imagens

Um bom sistema de alarme com imagens é requisito básico para reforçar a segurança de lojas. Com este recurso de monitoramento comercial, inúmeras atividades criminosas chegam a ser inibidas, frente a possibilidade de identificação ou intervenção de profissionais para evitar o crime.

E, mesmo que o sistema não consiga inibir a ação, serve como prova e possibilita uma melhor investigação do ocorrido. Na hora do posicionamento das câmeras, selecione pontos estratégicos e tente cobrir, o máximo possível, a área completa do local, evitando assim pontos cegos.

#2 Notificação de abertura e fechamento para segurança de lojas

Outro recurso poderoso e que ajuda a reforçar a segurança de lojas é a notificação de abertura e fechamento do estabelecimento. Como citamos acima, devido ao fluxo intenso de fim de ano, muitas brechas podem surgir e acabar facilitando um crime.

Por isso, com a notificação de abertura e fechamento você controla em tempo real essa informações e questionar a equipe imediatamente frente a uma movimentação suspeita.

#3 Relatórios de arme e desarme do alarme

Seguindo a mesma lógica da notificação de abertura e fechamento, o ideal é você ter um controle sobre o arme e desarme do alarme. Com um bom relatório, é possível identificar alguém que tenha esquecido de armar, por exemplo, ou saber, imediatamente, se ele foi desarmado em um horário incomum.

Com essa ferramenta, sua loja fica ainda mais segura e você consegue uma geração poderosas de provas caso seja necessário.

#4 Monitoramento de acesso para segurança de lojas

Para lojistas é essencial o investimento em bom sistema de monitoramento, principalmente do acesso ao local. O que isso significa? Maior controle e tranquilidade quanto a quem está entrando, principalmente se há outras fontes de acesso além da utilizada pelo público para entrar no estabelecimento.

Assim como nos casos anteriores, consegue inibir fortemente pessoas com intenções criminosas ou ainda funcionar como acervo de provas caso algo, de fato, venha a acontecer.

#5 Botão do pânico

Um botão do pânico é uma ferramenta, normalmente, integrada aos sistemas anteriores. Eles são ideais para reforçar a segurança de lojas e daqueles pontos como citamos: caixas, clientes ou estoque. Em todos estes locais, o profissional responsável poderá, sem alarde, informar a autoridades que algo de errado está ocorrendo no interior da loja.

Em outros casos, é possível ainda utilizar um botão móvel em smartphones, por exemplo, que cumprem a mesma função e tornam a segurança mais dinâmica nas mãos dos funcionários.

#6 Evite acumular dinheiro na loja 

Uma das maiores medidas de segurança quanto ao patrimônio financeiro da sua loja é, jamais, manter grandes quantias guardadas no interior do estabelecimento. Normalmente, o ideal é que o banco recolha, ou você faça esse transporte, com frequência e sem rotina, pois esse tipo de movimentação costuma chamar bastante a atenção de criminosos. 

Outra saída é utilizar cofres ou gavetas com chave, jamais em locais óbvios demais. No caixa, deixe apenas o necessário para a operação do dia. 

Essa é uma estratégia simples e bastante comum, mas deve ser lembrada pois algumas vezes pode ficar em segundo plano e, neste momento, algo acontecer. Nunca deixe para depois, pois pode estar comprometendo a sua renda e tornando a loja um alvo fácil, principalmente durante o fim de ano.

#7 Controle biométrico

Para quem busca reforçar medidas de segurança como o monitoramento de acesso, notificações de alarme e abertura, por exemplo, uma sugestão é o controle biométrico de funcionários e colaboradores.

Apesar desta ser uma solução interna, que irá impactar somente os funcionários, ela é um reforço de todo o contexto de segurança acima, pois fornece mais uma ferramenta de controle de acesso e saída dos prédios.

Por ser altamente tecnológico, acaba evitando quase que a totalidade de fraudes possíveis e não libera a passagem de pessoas não autorizadas, garantindo a segurança de lojas e pessoas.

Quer saber mais sobre estes recursos que poderão reforçar a segurança de lojas? Entre em contato para que os especialistas da Peter Graber possam auxiliar você!

Conheça os 5 níveis de segurança que seu patrimônio precisa

By Comentários desativados em Conheça os 5 níveis de segurança que seu patrimônio precisa

Um primeiro passo para construir um sistema de segurança eficaz e assertivo é conhecer os cinco níveis de segurança existentes e quais as estratégias e protocolos de proteção devem ser desenvolvidos para cada um deles. Cada nível demanda diferentes responsabilidades e, quanto mais alto, maior a necessidade de elaborar soluções complexas para total segurança do seu patrimônio.

Os níveis básicos podem ser trabalhados e fiscalizados pela própria população local e/ou funcionários, enquanto os níveis seguintes exigem intervenção de gestores ou parceiros especializados. Uma boa sugestão para compreender os vários níveis de segurança é se reunindo com moradores, colaboradores e prestadores de serviços para mobilização de apoios, participações e divisão de responsabilidades nos variados níveis, de forma que todos entendam seu papel e o que pode ser feito em esfera individual para auxiliar e colaborar na segurança coletiva.

Entenda os níveis:

Nível mínimo

O primeiro é também o mais simples dos níveis de segurança. Ele compreende a restrição do acesso de pessoas não autorizadas em determinados locais. Sendo assim, os elementos que compõem e sustentam este nível de segurança são portas, janelas, catracas, fechaduras, balcões e outros objetos que atuem como barreiras físicas.

As pessoas que podem ajudar a fiscalizar este nível de segurança são os funcionários responsáveis pelo controle de acesso, seguranças do local e moradores que identifiquem presenças suspeitas.

Nível baixo

Além das características anteriores, no nível baixo dos níveis de segurança, compreende-se o fortalecimento da segurança das barreiras físicas do nível mínimo. Grades nas janelas, cercas elétricas, arames farpados e bloqueios de acesso são exemplos. No entanto, a fiscalização deste nível também se dá a nível passivo, como no nível anterior, sem participação direta das pessoas.

Nível médio 

Este nível engloba todos os níveis de segurança anteriores, mas conta com o grande diferencial da capacidade de prever pontos de vulnerabilidade e antecipar ameaças que coloquem a família e o patrimônio em risco. A presença de vigilantes e porteiros, por exemplo, já pode ser considerado um plano de ação que antecipa e inibe a ação criminosa. 

Este nível é deve ser responsabilidade de equipes profissionais e capacitadas para executar os planos de ações.

Nível alto 

Aqui, o grande diferencial é a intervenção direta da tecnologia no total dos níveis anteriores. Encontramos CFTVs reforçando as características dos níveis básicos e intermediário, em conjunto com monitoramento de alarmes e investimento expressivo em iluminação estrategicamente posicionada. Além disso, conta-se também com um contato direto à polícia e grande quantidade de pessoas e equipamentos envolvidos na tarefa de vigiar o ambiente.

Nível Máximo

Como conferimos até aqui, o nível alto já é a combinação de todos os níveis de segurança anteriores, mesclando tecnologia e equipes especialmente capacitadas para atuar com os equipamentos contratados.

No nível máximo de segurança, temos a presença de monitoramento e vigilância durante 24 horas por dia. Tudo o que há de mais avançado em tecnologia da segurança está presente neste nível. Biometria, portaria remota, ronda virtual, monitoramento de alarmes e muito mais. Este nível é frequentemente usado por empresas, grandes estabelecimentos e condomínios.

Conte com a Peter Graber para fazer uma análise dos cinco níveis de segurança do seu patrimônio e proteja-se com o que há de mais moderno. Entre em contato! 

Porteiro Virtual – saiba mais sobre a profissão que mais cresce no país

By Comentários desativados em Porteiro Virtual – saiba mais sobre a profissão que mais cresce no país

Em entrevista com a revista Qual Imóvel, nosso CEO Leandro Martins falou sobre a profissão porteiro virtual, que está em evidência e crescendo cada vez mais no Brasil.

Esses profissionais também podem ser chamados de controladores de acesso. Eles ganham mais que um porteiro tradicional e arriscam menos a sua vida. A diferença? Apenas um treinamento voltado ao atendimento à distância através da tecnologia.

A vida em condomínio pode trazer mais segurança aos moradores, mas o custo de manter uma portaria convencional varia entre 17 e 25 mil reais e ainda não garantir 100% da segurança devido à vulnerabilidade da mão de obra humana. Afinal, é comum vermos notícias de invasões a condomínios feitas pela porta da frente, rendendo o porteiro com armas de fogo.

Mesmo assim, um dos argumentos que geram resistência na escolha pela portaria remota é a extinção da profissão porteiro. Mas o que não é levado em conta é que a tecnologia cria muito mais oportunidades do que tira. O recurso de portaria remota, por exemplo, abrange a profissão de porteiro virtual, técnicos, instaladores, gerente de produto, entre outras.

Além disso, a portaria virtual atende um público ainda muito restrito. Condomínios pequenos, de regiões periféricas e que possuem moradores mais velhos ou não adeptos às inovações tecnológicas ainda não entendem a necessidade da transição do serviço e, por isso, não vêem muito sentido em optarem por um recurso de alta tecnologia.

Em contrapartida, Leandro Martins, nosso diretor executivo, defende que o serviço é uma tendência recém chegada ao país e que tem crescido com velocidade considerável. O trabalho realizado pela Peter Graber é tirar o porteiro da área de risco e realocá-lo para uma central de atendimento remoto. 

É preciso também ponderar os custos do condomínio que estão ficando cada vez mais altos, consequentemente instigando o aumento da inadimplência entre os moradores. Neste cenário, há a necessidade de repensar o gasto coletivo e buscar alternativas para redução de custos.

Para um serviço prestado com excelência, o porteiro virtual passa por todo um processo de capacitação antes de assumir a função, com treinamento sobre os procedimentos de atendimento e cursos de reciclagem. Há muitos colaboradores da Peter Graber que já foram porteiros tradicionais.

Pró-atividade, empatia e comprometimento com o cliente são características pessoais necessárias para o cargo, além de uma boa dicção, necessária para uma fala limpa e entendível por quem é atendido. As vantagens da função são: salário maior e segurança em trabalhar numa central de atendimento monitorada 24 horas por dia.

Gostou do artigo? Se você tem interesse em trabalhar conosco, entre em contato aqui. Se ficou interessado em implantar uma portaria virtual na sua casa, condomínio ou empresa, entre em contato por aqui.

Danos mentais causados pela violência – saiba como se proteger

By No Comments

Viver na mira do crime não traz sensação alguma de conforto, obviamente. Mas, o maior prejuízo que esse contexto de risco constante traz são os danos mentais causados pela violência. As histórias que se contam não são poucas. Uma mãe que perde um filho, uma esposa que ficou viúva e as milhares de pessoas que mal saem na rua com medo de ser mais uma vítima do grande descaso das autoridades com a segurança pública.

 

A lista de transtornos que acometem vítimas e testemunhas da criminalidade não é pequena. Evitar determinados lugares que lembram o trauma, isolar-se, ficar constantemente irritado ou triste são os menores dos danos mentais causados pela violência. Em situações mais graves, surgem os transtornos de ansiedade, síndrome do pânico, depressão e Transtorno do Estresse Pós-Traumático. Nestes casos, é difícil chegar a um diagnóstico, pois são assuntos delicados e evitados pelas pessoas que sofrem de tais problemas. A constante tensão desencadeia outros tipos de sintomas como dores musculares ou na coluna; a ansiedade causa a falta de ar, tremores, enjoo e diarreia, ao passo que o aumento da frequência cardíaca por acarretar futuras doenças cardíacas.

É muito negligente aquele que afirma que a violência urbana não tem impacto nenhum na saúde mental da população. O mais assustador é que não são poucas as pessoas que tratam esses transtornos como bobagem, agravando ainda mais o caso de grande parte das vítimas de tais danos mentais causados pela violência. Com isso, manter-se lúcido entre a criminalidade e a falta de apoio e empatia da sociedade torna-se um grande desafio comum à grande maioria dos brasileiros.

Como tratar os danos mentais causados pela violência?

Lidar com a constante sensação de medo não é divertido, quiçá saudável. O coração dispara, a visão fica turva, suor com ondas de frio e calor tomam conta do corpo e poucas pessoas percebem que estão sendo acometidas por um acesso de pânico. As causas para manifestação dessa síndrome são diversas, desde fatores genéticos até condições de estresse cotidiano. A questão é, como lidar com tais sintomas ou ajudar as pessoas de nossa convivência que sofrem do transtorno?

A sensação de medo causa a descarga de adrenalina no corpo e desencadeia todos os sintomas citados anteriormente. Contar com estratégias e sistemas de segurança pode ajudar o indivíduo a se sentir seguro e sanar grande parte dos transtornos causado pela sensação de ameaça constante. Caso haja histórico de traumas causados por presenciar ou ser vítimas de atos criminosos, além do reforço da segurança nos ambientes, também é essencial acompanhamento psicológico.

Muitas pessoas passam a vida alimentando pequenos medos sem perceber que são resultados de danos mentais causados pela violência.

 

 

Como manter minha família protegida?

Além da segurança física, é necessário que nossa atenção seja retida também nos danos mentais causados pela violência. Estar atento ao comportamento de seus familiares é imprescindível para ter ciência da direção correta a ser tomada em prol de todos. Manter a casa protegida de ações criminosas também ajuda a manter a mente de todos de sua família saudável, garantindo a tranquilidade no dia a dia e a suavidade nas relações. Caso haja o aparecimento de algum comportamento estranho que indique medo excessivo e irracional, é indicado o acompanhamento psicológico, uma vez que fatores externos também podem desencadear determinados medos.

 

Para manter sua casa e sua família protegidas do crime e dos danos mentais causados pela violência, entre em contato com a Peter Graber e garanta a segurança da sua casa!

Trabalho na área da segurança privada: conheça mais.

By No Comments

O setor da segurança privada cresce de maneira acelerada no Brasil em detrimento da falta de segurança pública e o crescente aumento da criminalidade. Com isso, a demanda de trabalho na área da segurança também cresce sendo um dos setores que mais contrata no país.

Pra quem busca uma oportunidade de recolocação no mercado de trabalho, pode ser essa a chance. A busca por mão de obra especializada para trabalho na área da segurança é cada vez maior e atinge variados nichos de atuação, como segurança de corporações, de condomínios, de comércio ou até fazer parte de uma equipe de segurança terceirizada.

Mas dentre as responsabilidades de proteger outras vidas, evitar assaltos, roubos, incêndios, vandalismos e outras ameaças ilegais, será que o trabalho na área da segurança vale a pena?

 

Como é o trabalho na área da segurança?

As funções específicas variam de acordo com cada nicho de atuação do trabalho na área da segurança. Seguranças de bares e casas noturnas tem o foco em barrar menores de idades e apreender substâncias e objetos ilícitos; seguranças de condomínios e conjuntos residenciais vão assegurar o cumprimento das normas internas, fazer rondas noturnas e inibir ações criminosas; seguranças bancários vão garantir a segurança do cofre e devem ter preparo para render e intervir em eventuais atos criminosos.

 

Tendência para o futuro

Enquanto o sentimento de medo for uma constante na nossa sociedade, a demanda de trabalho na área da segurança vai continuar crescendo, porém cada vez mais exigente de qualificações e preparos, uma vez que muitos grupos e pessoas confiam sua vida na mão destes profissionais. O avanço da tecnologia reafirma tais exigências tornando-as ainda mais complexas: as oportunidades de trabalho na área da segurança vão continuar existindo em larga escala, mas elas serão realocadas e transformadas. O profissional terá que ser cada vez mais qualificado e especializado para se adequar ao mercado da tecnologia da segurança.

 

Qual preparo necessário para ser segurança?

O mercado de trabalho na área da segurança exige alguns preparos e aptidões mínimas, como Ensino Fundamental completo, ter sido aprovado em exames de saúde e aptidão psicológicas, ter realizado curso de formação de vigilante, etc.

 

Nós da Peter Graber, além de selecionar os melhores profissionais, também investimos na qualificação de nossa equipe de funcionários. Se você chegou até aqui em busca de uma vaga de trabalho, entre em contato conosco por aqui. Se você quer conhecer mais sobre os serviços Peter Graber, entre em contato por aqui e saiba como podemos tornar sua vida mais tranquila!

CFTV – Saiba como escolher o melhor circuito de câmera para seu imóvel

By No Comments

Seja residência, comércio ou empresa, seu imóvel precisa estar assegurado contra as ações criminosas cada vez mais frequentes no nosso país. Atualmente, uma das maiores preocupações do brasileiro é manter a si, a sua família e seus patrimônios em segurança. Com isso, a busca por equipamentos de segurança tem crescido exponencialmente e uma das melhores opções para manter seu imóvel seguro é o CFTV ou Circuito Fechado de TV.

O CFTV é um dos sistemas mais viáveis pelo custo benefício, pela praticidade na instalação e pela funcionalidade oferecida.

Um bom profissional da área da segurança deve conhecer bem essa tecnologia, suas funções e benefícios para oferecer um projeto de CFTV eficaz para garantir a segurança de seus clientes.

O que pouca gente sabe é que existem diversos tipos de circuito de câmera para finalidades diferentes. Cada qual com suas características e particularidades.

 

O que é um CFTV?

Como já dito anteriormente, CFTV é um Circuito Fechado de TV; uma tecnologia baseada no monitoramento externo e interno de ambientes através de câmeras analógicas ou digitais. Sem muitos segredos, trata-se da instalação de câmeras em pontos estratégicos para um amplo e eficiente monitoramento. As imagens são captadas e transmitidas para um ou mais pontos de visualização e contribui para a redução de atos criminosos nestes locais, seja pela inibição ou pelo fácil identificação dos infratores.

 

Tipos de CFTV

 

CFTV com câmeras análogas

São as mais escolhidas pela sua compatibilidade. Pode-se incorporar mais câmeras ao circuito já instalado de maneira simples e prática, facilitando a ampliação do sistema, caso necessário. Outra vantagem é a grande variedade de modelos, fornecendo um leque de opções para você escolher aquele que mais te agrada.

CFTV com câmeras Infravermelho

As câmeras deste circuito possui alta qualidade de imagens captadas durante o dia, mas seu verdadeiro diferencial é à noite. Devido ao recurso de iluminação por infravermelho, essas câmeras são capazes de gerar excelentes imagens até mesmo na escuridão absoluta. Ideal para residências.

CFTV com câmeras IP

Enquanto os outros sistemas transmitem as imagens captadas para outros televisores ou monitores, este circuito de câmeras é capaz de digitalizar o sinal de vídeo e entregar as gravações pela internet, permitindo que sejam acessadas de qualquer lugar do mundo. A alta tecnologia é o grande diferencial deste sistema.

 

Como funciona a instalação de um CFTV?

Antes da instalação, faz-se necessário um estudo do ambiente onde serão colocadas as câmeras e encontrar os pontos estratégicos e de melhor visualização. Este mapeamento do ambiente é de suma importância, pois identifica os pontos vulneráveis do local.

Em seguida, define-se o modelo DVR/NVR/HVR – responsável pelo gerenciamento de câmeras – de acordo com o número de equipamentos utilizados. É imprescindível uma escolha criteriosa para a colocação do DVR para que o mesmo não seja danificado ou furtado.

A escolha dos modelos da câmera deve ser minuciosa, uma vez que existe uma variedade delas, cada qual para necessidades específicas de cada ambiente; como sensor de imagem, infravermelho, uso interno ou externo, resistência à chuva ou sistema anti-vandalismo. Escolhido o modelo da câmera, escolhe-se o cabeamento adequado (coaxial ou UTP) e os pontos de energia.

 

Pronto! Agora você já conhece um pouco mais sobre os sistemas CFTV, que fazem parte dos serviços de monitoramento da Peter Graber. A importância da escolha do sistema adequado para o seu ambiente é fundamental para que seu circuito de segurança atinja 100% de performance e garanta o seu sossego.

Entre em contato conosco e conheça nossas opções de Circuito Fechado de TV e saiba como nossos serviços de monitoramento podem atender às suas necessidades.