Powered by ZigaForm version 3.9.8.5
Central de Atendimento:
(11) 3080-1000 | (11) 2500-0500 | (11) 4020-0131

Portaria Remota | Peter Graber

BLOG

Peter Graber é referência na área de segurança na mídia nacional

By Comentários desativados em Peter Graber é referência na área de segurança na mídia nacional

A necessidade de tornar os ambientes os quais frequentamos, como nossa casa e o trabalho faz com que busquemos sempre novas e melhores soluções no mercado que atendam isto da melhor forma possível. É justamente com este intuito que a Peter Graber está no mercado e hoje já se tornou referência na área de segurança na mídia nacional. 

A empresa foca em ofertar o que há de mais atual e avançado em termo de tecnologia para garantir a integridade dos seus clientes. Não é à toa que Peter Graber foi pioneiro em alarmes monitorados no Brasil e fundador do grupo Graber ainda nos anos 1980, tornando-se referência em segurança eletrônica no país.

Quer saber mais sobre quem está falando e como atua a Peter Graber enquanto referência na área de segurança no país? Confira a seguir!

O que uma empresa referência na área de segurança pensa e faz

Tornando ambientes empresariais mais seguros

Para falar sobre tecnologia e formas de tornar as empresas mais seguras, diminuindo os custos desnecessários e preservando o patrimônio, a Folha de São Paulo chamou Leandro Martins, o CEO da Peter Graber, para apontar as melhores soluções que empresários podem aplicar.

“Cerca de 90% dos assaltos às sedes das empresas acontecem pela porta da frente, onde o porteiro muitas vezes está em posição vulnerável e é rendido”, afirma Martins. O CEO declarou ao jornal que “aumentar a segurança com o sistema remoto reduz em até 60% os gastos com portaria, pois elimina folhas de pagamento. A procura pelo serviço na Peter Graber dobra a cada mês.”

Sem mitos, para falar a verdade sobre segurança uma empresa referência na área

Para desvendar alguns mitos comuns neste segmento, o Diário de Petrópolis chamou uma referência na área de segurança, a Peter Graber, para falar sobre o tema. A portaria remota causa muitas confusões, sendo uma delas o fato de que um porteiro é importante para ajudar a moradores com alguma dificuldades. Martins diz:

“Verdade! No entanto, esse é um dos erros que colaboram com a insegurança no ambiente. O condomínio pode ter um funcionário para auxiliar nesses casos, mas tais funções não são do porteiro. Se o responsável pela entrada e saída de pessoas se ausentar de sua posição para atender outras demandas a segurança do espaço ficará comprometida”.

Além disso, as pessoas costumam acreditar que um gestor de segurança remoto não conhece os moradores e pode colocar a segurança ainda mais em risco. O que é desmentido pelo CEO da Graber.

“Geralmente, os assaltantes rendem o porteiro e abrem as portas, ou o próprio funcionário permite a entrada de pessoas com rostos familiares ou prestadores de serviço já conhecidos sem a devida triagem, aumentando muito a insegurança do local”.

As dúvidas sobre portaria remota são muitas, por isso o Estadão também consultou uma referência na área de segurança como a Peter Graber para esclarecer mais pontos. Ao veículo, o CEO afirmou que:

“Ao investir em uma portaria remota, o condomínio tem à sua disposição uma central de monitoramento completa que ajuda muito no combate à sensação de insegurança”. E completou ainda que “Com a instalação de mais câmeras nas entradas e locais onde o acesso deve ser controlado, o monitoramento se torna mais eficiente”.

Tornando assim, este um excelente recurso que torna todo o ambiente ainda mais seguro e com menor atração para os criminosos.

Tecnologia e segurança são mais do que o futuro, e sim o presente

Sendo uma empresa referência na área de segurança, principalmente pelo uso de tecnologia para isto, a Peter Graber, por meio do CEO, Leandro Martins, declarou para o It Forum 365  a importância de investir nesses recursos.

“O aplicativo gerencia a distância o acesso do seu condomínio. É possível visualizar em tempo real quem entra e sai através das câmeras, autorizar a entrada e saída de prestadores de serviços e visitantes, fazer reservas das áreas comuns, dentre outras funcionalidades”. E os benefícios não acabam por aí. “O cliente pode acompanhar diretamente via celular ou tablet todas as atividades do seu sistema de segurança. Por meio do aplicativo é possível saber o status do painel de alarme, armá-lo e desarmá-lo, verificar eventos e ordens de serviço abertas e realizar chamadas telefônicas para contatos cadastrados no seu perfil”, finaliza Martins.

Outro benefício é a economia que isto gera, pauta sobre a qual o CEO falou ao site Home Decor. “Os custos de condomínios estão ficando cada vez mais elevados e a inadimplência aumentando significativamente. Sem falar dos efeitos da recessão no mercado imobiliário que prejudica a comercialização dos imóveis com condomínios altos”.

A solução é simples para o executivo. “Com a portaria digital, tudo é feito remotamente. O visitante ou prestador de serviço toca o interfone e um dos controladores de acesso da nossa central, que funciona 24h, atende a chamada, entra em contato com o morador e libera ou não a entrada. Com isso é possível reduzir em até 60% o valor da cota condominial”, explica.

Quer ser atendido por uma empresa referência na área de segurança? Entre em contato agora mesmo com os especialistas Peter Graber e solicite o seu orçamento!

4 Vantagens da segurança digital em condomínios

By Comentários desativados em 4 Vantagens da segurança digital em condomínios

A falta de segurança é um dos problemas que, infelizmente, mais cresce no país independente da localidade. Por isso, é preciso dedicar muito tempo a descobrir e implementar novas formas de tornar o local onde se mora mais seguro, principalmente em condomínios onde há um maior fluxo de pessoas e pode acabar se tornando um alvo da criminalidade. Este é um dos principais motivos pelos quais a segurança digital em condomínios é o assunto que mais cresce.

A tecnologia é a melhor arma para tornar a vida mais segura e tranquila e, além de tudo isso, ainda consegue reduzir os custos até então investidos nessa área. E como você sabe, os números não mentem. A Associação Brasileira de Sistemas Eletrônicos de Segurança (Abese), aponta que a portaria remota, ou seja, que traz segurança digital em condomínios, tem crescido 150% por ano.

Quer entender melhor como funciona esse sistema e descobrir mais vantagens? Então continue lendo!

Mas o que significa segurança digital em condomínios?

Segurança digital em condomínios é uma forma de realizar a portaria remota, digital, virtual ou outros termos que traduzem a facilidade e tranquilidade de ter uma portaria sem um porteiro. Sim, você leu certo. Mas tem como esse sistema ser mais seguro do que alguém, de fato, controlando a entrada do seu condomínio? Podemos confiar na tecnologia?

A resposta para ambos questionamentos é sim. Esse sistema foi desenvolvido para funcionar a partir de um monitoramento por câmeras, ligado a portões automáticos e dispositivos de controle todos sintonizados e ativados por meio da internet. Com isso, é possível obter um controle 24 horas por dia, 7 dias por semana de todo o acesso de pessoas e veículos no seu condomínio.

Basicamente, funciona assim. Quando alguém chega ao condomínio deve acionar o interfone. De forma remota, um profissional treinado para trabalhar com segurança digital em condomínios monitora tudo isso a partir da central. Cabe aos monitores entrar em contato com os moradores via telefone, aplicativo ou a mídia em questão. Os moradores possuem um acesso pessoal, que pode ser por cartão magnético ou digital, por exemplo.

Ficou interessado? Então conheça as principais vantagens da segurança digital em condomínios.

Quais as vantagens de uma segurança digital em condomínios?

#1 Monitoramento completo, de forma ininterrupta

Com este sistema de segurança digital em condomínios há uma central de monitoramento completa, cuidando de absolutamente todos os acessos ao local. Isto significa que ninguém entra ou sai sem que fique registrado em imagens ou dados. Além disso, funciona 24 horas, o que aumenta de forma considerável a segurança. Tudo isto não é viável de forma humana, pois somente a tecnologia, de maneira automática, consegue cumprir esse objetivo.

#2 Uma grande redução de custos

A segurança digital em condomínios representa também um alívio para o bolso dos condôminos. Com uma portaria remota se consegue reduzir até 70% do valor da folha de pagamento com estas despesas. Afinal, de forma automatizada, se dispensa o uso de mão de obra, pois a grande parte do trabalho é feito por máquinas e sistemas. Se os custos estão elevados e a segurança está em baixa, saiba que existe esta solução a ser considerada.

#3 Segurança de verdade para a sua família

Um dos maiores ganhos é, sem dúvidas, tranquilidade para você, sua família e seu patrimônio. E, quanto a isto, nenhuma opção do mercado consegue ser mais eficiente do que a segurança digital em condomínios através da portaria remota. Sem a presença física de um funcionário, elimina-se um dos maiores riscos que é a possibilidade dele ser rendido por criminosos, dando assim acesso ao local. Além disso, com mais câmeras de monitoramento a ação de assaltantes tende a ser mais reprimida.

#4 Dados para tornar a vida mais segura

Outra das vantagens da segurança digital em condomínios é a facilidade que os dados fornecem. A partir desse sistema, se consegue ter um controle integrado e o registro de absolutamente todos que entram e saem do condomínio, sejam visitantes, moradores, entregadores, prestadores de serviços. Além disso, pelo monitoramento é possível saber exatamente o que fazem nas dependências do prédio, tornando todo o ambiente ainda mais seguro.

E você, gostaria de implementar a segurança digital no seu condomínio? Para isso conte com uma equipe de qualidade, com experiência e que sabe a melhor forma de tornar a sua casa segura. Entre em contato com os especialistas da Peter Graber e faça seu orçamento.

5 motivos para implementar portaria remota no condomínio residencial

By Comentários desativados em 5 motivos para implementar portaria remota no condomínio residencial

Que a segurança se tornou um grande desafio todos sabem. Por isso, cada vez mais novas tecnologias surgem tentando ajudar a todos a manterem seus bens físicos e materiais seguros, independente de onde se esteja, ainda mais quando se vive em apartamentos. Uma dessas estratégias é a portaria remota no condomínio residencial. Ela se tornou um recurso muito útil para locais com pequeno fluxo de pessoas, pois garante proteção e monitoramento 24 horas.

Com a portaria remota no condomínio residencial não há porteiro presente. Todo o fluxo de entrada e saída é controlado por meio de uma central, com suas câmeras de segurança. Parece um pouco tecnológico demais? Bem, esta realidade já existe há praticamente 20 anos no exterior e está se popularizando cada vez mais no Brasil. Somente em São Paulo, mais de mil condomínios já adotaram este modelo.

A portaria remota no condomínio residencial apresenta redução de custos, aumento na segurança e muito mais conforto e tranquilidade. Quer conhecer mais motivos para implementar esse recurso no seu condomínio? Então veja a seguir!

Como funciona a portaria remota no condomínio residencial?

Bem, como falamos anteriormente, a portaria remota surge de uma necessidade de maior segurança, substituindo a presença física do porteiro por uma central de monitoramento à distância. De lá, uma pessoa capacitada monitora o acesso de pessoas por meio de câmeras durante 24h.

Para acessar o condomínio, a pessoa deve interfonar e falar com este funcionário por meio de um equipamento. Da central, o responsável deve contatar o morador e receber o ok se a entrada será permitida ou não. Isto pode ser via interfone, aplicativo de celular ou telefone.

Já no caso de moradores, normalmente existe um sistema de identificação que pode utilizar biometria, cartões magnéticos ou QR Codes.

A base de uma portaria remota no condomínio residencial é um sistema de câmeras de segurança juntamente com um de identificação de moradores, aliado a uma boa conexão com a internet para a transmissão de informação em tempo real.

Conheça, a seguir, quais são os motivos para implementar portaria remota no condomínio residencial!

#1 Proteção e segurança 24 horas

Este é o primeiro grande motivo para investir em uma portaria remota no condomínio residencial. Com esta possibilidade, você pode sair para o trabalho ou mesmo em viagens com a tranquilidade de que o seu patrimônio estará protegido a todo o momento, com os melhores recursos.

#2 Elimina riscos com pessoal

Com o fato de não ter um porteiro instalado na portaria, os riscos de um rendimento por criminosos ou outras ações do tipo é eliminado. Com isto, tanto o porteiro, quanto a segurança do prédio como um todo aumenta potencialmente.

Quando há pessoas, normalmente, criminosos tendem a realizar mais investidas do que quando há um aparato eletrônico por trás.

#3 É mais barato do que outros tipos de segurança para o condomínio

Você sabia que a portaria remota no condomínio residencial consegue reduzir bastante as taxas? Há especialistas que garantem uma redução de até 50%, pois não há custos com pessoal para realizar a operação.

Em uma portaria remota, o investimento feito na instalação e manutenção, reduzindo o número de pessoas envolvidas. Quando é terceirizado, ainda há menos custo e, menos trabalho envolvido para os administradores do condomínio.

#4 Menos riscos e possibilidades de fraudes

Quando existe a portaria remota no condomínio residencial você, enquanto morador ou síndico, está menos sujeito a riscos e erros. Por não ter uma pessoa fisicamente presente, são eliminados os riscos do porteiro abrir para um conhecido, por exemplo, ou ser persuadido por uma desculpa de alguém que está tentando entrar. Deverá existir uma lista de pessoas autorizadas e se aquele visitante não for uma delas, não há conversa.

Além disso, a portaria e a garagem estão igualmente protegidas, sem dar brechas para que alguém com más intenções entre no prédio. Dentro disto, abrange condomínios de pequeno a grande porte sem perder qualidade ou abrir brechas no monitoramento, ao contrário do que ocorreria em uma administração unicamente humana da segurança do local.

#5 É simples de implementar e manter

Por fim, o sistema de portaria remota no condomínio residencial é simples de implementar e ainda mais de manter. Ou seja, não promove transtornos na instalação e não demanda grande conhecimento técnico para manter e operar, basta escolher uma boa empresa do segmento. Além disso, também é escalável. Aumentando o número de condôminos, o sistema acompanha sem maiores transtornos.

Agora você já sabe tudo o que precisa sobre a portaria remota no condomínio residencial. Quer entender mais sobre o processo de instalação e tornar o seu condomínio ainda mais seguro? Entre em contato para que os especialistas da Peter Graber possam auxiliar você!

Conheça os mitos e verdades sobre monitoramento eletrônico de condomínios

By Comentários desativados em Conheça os mitos e verdades sobre monitoramento eletrônico de condomínios

Você provavelmente já ouviu falar sobre monitoramento eletrônico de condomínios. Independente deles serem residenciais ou empresariais, este tipo de sistema está em alta e, como todo assunto novo e com grande popularidade, muitos mitos estão surgindo sobre seu funcionamento.

Para quem é síndico ou mesmo morador, tomar uma decisão sobre qual o melhor sistema de segurança para o condomínio é uma decisão bastante importante e que não pode ser baseada em achismos. Frente a desinformação, o maior prejudicado é sempre você, pois acaba sendo influenciado por más ideias e sofrendo as consequências de não utilizar um produto de alta qualidade.

Por isso, é essencial falarmos sobre esses mitos e verdades e o que, de fato, um monitoramento eletrônico de condomínios pode oferecer para você. Quer descobrir se o que você andou ouvindo falar realmente é verdade? Então continue lendo!

O que é um monitoramento eletrônico de condomínios?

O primeiro passo é deixar bem claro o que é, afinal, um monitoramento eletrônico de condomínios. Esta tecnologia nasce a partir da necessidade do aumento na segurança e, ao mesmo tempo, na redução dos custos de operação (guarde bem este ponto, vamos falar mais sobre ele a seguir). Por isso, o objetivo é a implementação de um sistema inteligente, capaz de otimizar processos de verificação, bloqueio ou liberação de acesso sem a necessidade de uma pessoa presente.

A partir daí, vamos discutir então se os mitos mais comuns sobre o monitoramento eletrônico de condomínios realmente apresentam algum fundamento. Vamos descobrir?

“Monitoramento eletrônico de condomínios é muito mais caro do que outros recursos”

MITO! Para muitas pessoas, quando se fala em tecnologia, se pensa imediatamente naqueles celulares hipermodernos que custam 5x o valor dos comuns. Porém, nem toda tecnologia é absurdamente cara e inacessível.

Existem opções no mercado para todos os tipos de bolsos e necessidades. Com certeza você irá encontrar este serviço em valores altos, assim como praticamente todos os segmentos de produtos que existem. Porém, também encontrará em uma versão acessível. O segredo é pesquisar sempre.

“A manutenção do monitoramento eletrônico é muito cara”

MITO! A manutenção também é outra vilã para aqueles que acreditam em informações infundadas que acabam sendo compartilhadas. Assim como na questão da instalação você irá encontrar opções das mais baratas até as mais caras, para a manutenção é o mesmo raciocínio.

Ao pesquisar e entender quais são as melhores opções do mercado, você sempre sai ganhando. Por isso, não entre na onda dos desavisados!

“Quando ocorre queda de energia, o sistema para de funcionar”

MITO! Mais um para a lista. Porém, ele ganha força quando se para pensar: um monitoramento eletrônico de condomínios, sem energia, não tem como funcionar, certo? Até poderia ser, mas a tecnologia já avançou neste quesito também. Isto quer dizer que existem opções de backup de bateria, ou seja, um recurso que mantém o equipamento em funcionamento através de GPRS, rádio ou 3G.

Além disso, um bom monitoramento eletrônico de condomínios possui recursos pensados exatamente para momentos como estes, sendo um acionamento imediato na central de atendimento, por exemplo.

Não se preocupe também com os outros aparelhos, como as câmeras, por exemplo. Também há recursos para que elas sigam captando imagens mesmo após a queda de energia e armazenem dados na nuvem, ou seja, em equipamentos externos até que a energia seja retomada.

“Monitoramento eletrônico de condomínios reduz as chances de roubo ou furto”

VERDADE! Você sabia dessa? O fato de um local contar com monitoramento eletrônico é sim um redutor de furtos ou roubos, pois as chances de se conseguir acessar o local são menores, assim como as de ser pego e identificado também.

Por isso, locais que contam com essa tecnologia devem usar placas de sinalizam, as quais ajudam a manter criminosos afastados. Algo que tem o efeito contrário do que quando se conta apenas com recursos humanos, por exemplo.

“É preciso ter conhecimento avançado para operar o monitoramento eletrônico”

MITO! De novo uma não verdade na nossa lista. Não é preciso ter conhecimento avançado para operar um monitoramento eletrônico de condomínios e aumentar a segurança. As opções desenvolvidas e disponíveis no mercado foram pensadas para que tenham, justamente, um entendimento e fácil usabilidade por parte dos clientes.

Normalmente, este recurso é intuitivo e, mesmo nas opções mais complexas, nada que um auxílio da empresa não resolva com poucas horas de explicação.

Pronto! Agora você já conhece os mitos e verdades sobre o monitoramento eletrônico de condomínios. Que tal dar uma chance para esta tecnologia? Entre em contato para que os especialistas da Peter Graber possam ajudar você e as necessidades do seu condomínio da melhor maneira possível!

5 dicas de como você pode organizar a assembleia de condomínio

By Comentários desativados em 5 dicas de como você pode organizar a assembleia de condomínio

Só de ouvir falar em assembleia de condomínio você já sente um desconforto? Esse compromisso tão essencial entre a comunidade que divide aquele espaço acabou assumindo um papel de vilão ao longo do tempo, porém de forma totalmente injusta. Esses encontros são essenciais para garantir a harmonia, realizar melhorias e tornar a convivência de todos sempre melhor.

Porém, se você é síndico, sabe que é muito difícil conseguir engajar e conquistar a atenção dos condôminos. Essa má fama, de ser um local de confusões e brigas, afasta as pessoas e impede uma série de resoluções que precisam ser tomadas.

Por isso, organizamos 5 dicas de como você pode organizar a assembleia de condomínio de uma forma saudável e que realmente possa agregar na vida dos presentes. Falaremos, a seguir, sobre como criar um espaço no qual as pessoas realmente queiram ir e possam crescer juntas.

Vamos lá?

O que é e como fazer uma boa assembleia de condomínio?

Uma assembleia de condomínio é uma reunião convocada pelo síndico, para reunir todos os moradores e, juntos, discutirem e tomarem decisões. É a hora de falar sobre o espaço em comum, sobre o que e como pode melhorar, contabilidade, eleições e mudanças no geral.

Logo, é um momento extremamente importante, pois as decisões ali tomadas afetam a vida de todos. Existem muitas regras tal uma sessão no Congresso Nacional, por exemplo, incluindo necessidade mínima de presentes e regras para que não se tomem decisões ilegais. Porém, as assembleias são facultativas e seguem sendo um desafio para os organizadores.

Veja como engajar melhor seus condôminos nesse momento tão importante!

1# Tenha uma pauta clara e objetiva para a assembleia de condomínio

Normalmente as pessoas são bastante resistentes com reuniões. Afinal, na maioria delas muito se fala e pouco se faz. Por isso, uma forma de combater este pensamento é compartilhando uma pauta clara e objetiva aos seus condôminos. Mostre a eles o que será discutido. Não é apenas uma assembleia de condomínio. É uma assembleia de condomínio para definir o novo sistema de segurança, por exemplo. Ou para trazer ideias de como tornar este espaço mais sustentável.

Além disso, lembre-se de que esta reunião é regida por um conjunto de regras e é obrigatório ter a pauta definida e publicada na hora da convocação. A sugestão é que sejam no máximo 4 temas e que cada um deles não tomem mais de 30 minutos.

2# Sem protocolo não há assembleia de condomínio

Outro fator que afasta as pessoas de uma assembleia de condomínio é a ideia de que este ambiente é desorganizado, cheio de confusões e brigas. Por isso, é seu papel enquanto síndico definir um protocolo rigoroso para fazer a reunião andar de forma civilizada e respeitosa.

Existem alguns pontos que podem ajudar como:

-Crie uma lista de inscritos para ter o direito a fala;

-Não permitir, de forma alguma, que alguém seja interrompido enquanto fala;

-Solicitar celulares desligados ou no silencioso;

-Definir um tempo de fala máximo.

3# O ambiente diz muito

As pessoas sofrem com suas rotinas corridas e não querem mais um compromisso chato e que só irá tomar tempo. Por isso, muitas vezes, acabam fugindo das assembleias de condomínio. Porém, você, enquanto síndico, pode mudar isto.

Já pensou em combinar essa assembleia em local externo ao do condomínio? Ou, de repente, organizar a sala de uma maneira diferente, com as cadeiras em círculo, bons petiscos e um convite a relaxarem.

4# Faça a convocação com antecedência

Outra forma de engajar pessoas na sua assembleia de condomínio é divulgando com antecedência a data. Parece algo básico, mas é preciso reforçar, considerando que algo de última hora ou sem a devida divulgação, acabe sendo considerado ilegal. Quando isto ocorre, nenhuma deliberação pode ser levada adiante.

Além desse ponto, a questão é que as pessoas precisam se organizar para estarem presentes. Por isso, convocar com antecedência e mais: divulgar. Faça avisos, visite os apartamentos ou mande nos grupos de relacionamento online, caso existam, fale sobre a importância daquele encontro e como todos podem crescer juntos a partir das decisões certas.

5# Nunca perca o foco na assembleia de condomínio

Por fim, a maior dica para que as pessoas não dispersem durante a assembleia é saber conduzir a pauta e não perder o foco. O que isso significa? Bem, todo grande grupo de pessoas reunidas tende a discutir assuntos paralelos e muitas vezes eles podem desfocar toda reunião. Ou, mesmo na fala central, outros pontos surgirem e, então, acabe-se por perder o foco.

Saber conduzir é conseguir interromper e manter a ordem quando as pessoas estão desrespeitando umas às outras. A tarefa não é simples, porém é necessária para passar seriedade e fazer com que todos sigam frequentando as reuniões.

Com estas dicas você está mais preparado para organizar uma assembleia de condomínio que realmente tenha engajamento. E lembre-se: para as pautas de segurança, não deixe de

entrar em contato para que os especialistas da Peter Graber possam ajudar o seu condomínio da melhor maneira possível.

5 dicas para reforçar a segurança do condomínio empresarial

By Comentários desativados em 5 dicas para reforçar a segurança do condomínio empresarial

A segurança de um condomínio empresarial é uma das pautas mais necessárias e que merecem atenção. Sabe por quê? Nestes locais, há um fluxo intenso de pessoas diariamente. Além disso, há uma concentração grande de empresas e, consequentemente, de seus patrimônios. Essa combinação acaba por criar um ambiente bastante atrativo aos olhos dos criminosos e, sendo assim, precisam dos melhores cuidados e reforços para garantir a segurança de todos.

Estamos considerando também que uma empresa tem suas necessidades, em termos de segurança, bem particulares. Por isso, discutir e implementar uma boa segurança do condomínio empresarial é tão essencial: envolve diversos fatores, cada um bem específico, e que, ao serem negligenciados, acabam colocando seu negócio em risco.

Mas não se preocupe: existem boas maneiras de garantir que um espaço como este seja bem protegido. Por isso, listamos 5 dicas para reforçar a segurança do condomínio empresarial e vamos dividir com você a seguir.

Vamos lá?

Como garantir a segurança do condomínio empresarial?

Bem, sem dúvidas sua empresa é de grande importância para você. Por isso, maneiras de mantê-la segura, bem como os seus colaboradores, deve ser uma pauta constante. Mas então, por onde começar?

Antes de mais nada você precisa de um diagnóstico completo para entender como está a segurança do condomínio empresarial. Quais são os pontos fortes? Principalmente, quais são os pontos fracos? Sua equipe sente-se segura? Onde está o maior patrimônio da empresa e qual a segurança dessa sala?

Questões como estas são essenciais para entender de qual ponto você deve partir. Além disso, comece também pelas nossas 5 dicas poderosas. São elas:

1- Monitoramento e câmeras de vigilância para reforçar a segurança do condomínio empresarial

Para reforçar a segurança do condomínio empresarial é essencial que você tenha recursos de monitoramento e vigilância. Isto é: monitoramento de alarmes e também de acesso. Como eles funcionam?

O monitoramento de alarmes, que pode ser por imagens e também por GPRS garantem, maior tranquilidade e que segurança quanto a quem entra ou sai do condomínio e em qual horário. Através das imagens, você garante ainda mais proteção e, frente a algum transtorno, tem um material concreto para entregar às autoridades. Já o monitoramento de acesso ajuda a garantir que apenas pessoal autorizado acesse o condomínio.

E, além disso, as câmeras de vigilância também são essenciais. Elas ajudam a inibir possíveis ações criminosas e ainda ampliam o campo de visão de áreas externas ao condomínio empresarial.

2- Pronta resposta motorizada

Tranquilidade é suporte. Por isso, a segurança do condomínio empresarial depende de uma equipe com experiência e profissionalismo para atuar nos bastidores. Aí é que entra a pronta resposta motorizada. Um recurso no qual, justamente estas equipes treinadas, conseguem chegar com máxima agilidade até o local de monitoramento para administrar a situação em andamento, orientar ou mesmo tomar providências.

É, como falamos, tranquilidade. Quando o alarme, por exemplo, é desligado e não se consegue contato com o responsável pelo local, esta equipe existe para rapidamente chegar ao lugar e verificar o que está acontecendo.

3- Relatórios de arme e desarme do alarme

Os relatórios de arme e desarme do alarme do seu condomínio empresarial são parte chave para assegurar uma maior segurança ao seu patrimônio. Com ele, é possível identificar o horário e quem executou esta tarefa.

É um ótimo recurso também para conscientizar os funcionários da importância de ter um comprometimento com a segurança da empresa, pois casos de desatenção, podem gerar uma falha de grande risco.

4-Detecção de fumaça

A segurança do seu condomínio empresarial não corre apenas riscos de ser vítima da criminalidade. Por isso, um sistema de detecção de fumaça é essencial para proteger o seu patrimônio. Com ele, você tem a tranquilidade de que acidentes acontecem, mas você está totalmente preparado para isto.

Lembre-se de que esta garantia não abrange apenas o material. Sua equipe também se sente mais segura e protegida ao ter os equipamentos certos, que irão assegurar a integridade pessoal frente a qualquer evento.

5-Manutenção técnica corretiva e preventiva para a segurança do condomínio empresarial

Por fim, de nada adianta todo este aparato técnico e cheio de tecnologias das mais atuais quando não se realiza uma boa manutenção técnica e preventiva. Inclusive, pense agora mesmo: pode até ser que você tenha câmeras de vigilância garantindo a segurança do condomínio empresarial. Porém, qual foi a última vez que elas passaram por manutenção. Você, sequer, sabe se estão funcionando como deveriam?

Isto é essencial e precisa estar na sua lista de prioridade. Afinal, já pensou acontecer algo e você ter certeza de que está protegido, porém existe uma grande falha não identificada por falta de manutenção? Diminua seus riscos!

Quer saber mais sobre como garantir a segurança do condomínio empresarial? Entre em contato para que os especialistas da Peter Graber expliquem tudo o que você precisa saber para agir já!

Confira 5 dicas de como melhorar a segurança no condomínio

By Comentários desativados em Confira 5 dicas de como melhorar a segurança no condomínio

Atualmente as pessoas estão com atenção redobrada e pensando em soluções de como melhorar a segurança no condomínio. Com o aumento da criminalidade nas cidades, a população está procurando alternativas para ter mais segurança em casa. Uma delas é morar em condomínios, sejam eles de prédios ou casas para se distanciar dos perigos que uma residência de rua, por exemplo, pode trazer aos moradores.

Independente da escolha da casa e das estratégias utilizadas pelos condomínios, o importante é oferecer um ambiente tranquilo e seguro para todos os membros de sua família. E que garanta também, a integridade de seu patrimônio e bens, para que não fique a sensação de vulnerabilidades tão constante que ronda as cidades.  Separamos cinco dicas de como você pode redobrar a segurança em seu condomínio.

Dicas de como melhorar a segurança no condomínio

Dica 1 – Contrate uma empresa especializada em segurança

Na hora de contratar uma empresa especialista em segurança, é importante pesquisar por aquelas que são referência no mercado de segurança privada.  A segurança dependerá muito da capacitação dos profissionais que irão atuar no condomínio. 

Geralmente, as empresas especializadas treinam seus funcionários para todos os tipos de ocasiões que podem vir acontecer. Além de, estarem atualizados com conhecimentos específicos para aplicações de medidas preventivas de segurança. Assim, seu condomínio não ficará vulnerável e você e sua família estarão protegidos

Dica 2 – Escolha uma empresa que ofereça segurança eletrônica

Use a tecnologia ao seu favor para fazer a segurança de seu condomínio. Hoje as empresas especializadas em segurança eletrônica, assim como a Peter Graber que é pioneira no segmento de alarmes para monitoramento de casas, condomínios residenciais, empresariais e lojas, oferecem câmeras de monitoramento 24 horas, sistema de alarme integrados a uma central de atendimento à distância, além de outros mecanismos automáticos que realizam o acompanhamento e coíbem o acesso de pessoas ao condomínio.  

Dica 3 – Opte pela portaria remota

Para melhorar a segurança no condomínio, uma excelente opção é a contratação da portaria remota. A portaria remota é um moderno sistema tecnológico que permite o monitoramento do acesso e saída de pessoas aos condomínios. Todo esse acompanhamento é feito à distância pela central de monitoramento. 

O porteiro faz o atendimento aos visitantes desta central, entra em contato com o morador possibilitando que ele fale com o visitante mesmo fora de casa. Durante o dia a dia, este tipo de sistema se mostra bastante econômico e assertivo para a segurança de todos que transitam pelas áreas do condomínio.

Dica 4 – Esteja preparado para procedimentos emergenciais

Emergências podem acontecer a qualquer momento, por isso é importante sempre gravar telefones úteis na agenda de seu celular para manter uma comunicação constante entre os moradores, funcionários e a empresa que realiza o monitoramento de segurança do seu condomínio. Assim, por exemplo, se um morador sofre uma tentativa de assalto em seu veículo, poderá contatar a empresa de segurança que chegará ao local rapidamente para auxiliar a vítima.  

Caso também ocorra alguma emergência na residência de algum vizinho, você estará preparado e terá o telefone em mãos para solicitar ajuda para outro morador.

Dica 5 – Organize normas internas para melhorar a segurança no seu condomínio

É extremamente importante estabelecer um conjunto de regras próprias que envolvam todos que frequentam o condomínio, ou seja, condôminos e funcionários. Estas regras são importantes para serem seguidas por todos, podendo assim reduzir a incidência de assaltos e situações de violência aos moradores. 

Se você está se perguntando quais seriam essas regras, quem as definirá são os moradores, pois cada condomínio tem suas características e peculiaridades, portanto, somente em uma reunião de condomínio poderiam ser definidas.

Faça a melhor escolha: invista em segurança

Câmeras para monitoramento interno, alarmes entre outros itens, podem ajudar a melhorar a segurança em seu condomínio, mas não inibem que aconteça ações, pois sem um monitoramento real 24 horas ao dia, você e sua família podem estar desprotegidos. Nossa última dica é: invista em um sistema de monitoramento. 

A Peter Graber é especialista em monitoramento eletrônico e pioneira no segmento. Além de oferecer uma monitorização diferenciada para cada cliente, ela zela pela proteção da vida e do patrimônio dos contratantes. Além dos muitos diferenciais como a ronda virtual ou portaria remota, a Peter ainda coloca à disposição um aplicativo exclusivo onde você gerencia o acesso ao seu condomínio. 

Contrate agora mesmo um sistema de monitoramento da Peter Graber para melhorar a segurança no condomínio e leve uma vida mais segura e tranquila.

 

Tudo o que você precisa saber sobre Portaria Remota para condomínios

By Comentários desativados em Tudo o que você precisa saber sobre Portaria Remota para condomínios

Em condomínios, as portarias representam um grande problema para os moradores e para a administração. No primeiro caso devido aos seus custos elevados, que acabam pesando no bolso e na economia das famílias. Já no segundo, pois gera uma série de transtornos e manutenção que exigem muito envolvimento. Frente a isto, a Portaria Remota para condomínios surge como uma grande aliada e a perfeita solução ao problema.

Mas, afinal, o que é isto e como esta ferramenta pode, de fato, tornar um condomínio seguro e de forma mais barata do que uma equipe presencial? Descubra, a seguir, como esta tecnologia está conquistando cada vez mais o mercado e se tornando o investimento preferido dos condomínios, moradores e administradores. Vamos lá?

Portaria Remota para condomínios: o que é e como funciona?

A Portaria Remota nada mais é do que um sistema que proporciona o gerenciamento dos acessos a um determinado condomínio ou prédio, por exemplo, a distância. Com isto, podem surgir inúmeras dúvidas, não é mesmo? Como um sistema poderá ser eficaz e realmente seguro se não existe ninguém presente para melhor controlar e vistoriar o fluxo de moradores e visitantes?

Bem, devido a este sistema remoto, o monitoramento se torna, na verdade, ainda mais seguro do que aqueles com equipes presenciais. Esse modelo de portaria permite um controle de entrada e saída no local 24 horas por dia de forma totalmente tranquila para todos.

Na prática, ela funciona através de um identificador que é repassado aos moradores e trabalhadores de um prédio. Já para aqueles que estão de visita, tal identificação deverá ser feita por meio do interfone. Neste momento, a equipe de monitoramento virtual é a responsável por verificar se aquela pessoa tem sua entrada permitida ou não no local.

É, portanto, uma ferramenta inovadora, simples e segura, que utiliza da tecnologia para conectar as ferramentas de monitoramento como câmeras e sistemas de alarme a uma central remota e administrada por profissionais treinados. 

Além da diminuição dos custos, o sistema de Portaria Remota para condomínios consegue diminuir situações de risco e deixar os moradores ainda mais seguros, principalmente nos casos de condomínios horizontais.

Quais são as vantagens de investir na Portaria Remota? 

#1 Um serviço a distância e com menos custos

Você sabia que a Portaria Remota para condomínios consegue reduzir em até 60% os custos com este serviço? Além da economia, há o impacto direto no aumento da segurança e redução de possíveis momentos de risco que profissionais no local poderiam estar expostos.

#2 Maior controle sobre entrada e saída no condomínio

Com este tipo de tecnologia é possível controlar de melhor forma o fluxo de acesso e saída de prédios, além dos registros precisos sobre quem está chegando e saindo e o horário. Tais informações são bastante preciosas e contribuem para um ambiente mais seguro e controlado.

#3 Moradores e síndico mais tranquilos

Com este sistema é possível alcançar uma maior tranquilidade de que o patrimônio e as casas estão de fato protegidas, sem riscos de falha humana. Todos estão cientes sobre isto e também acaba sendo um fator de inibição para alguns criminosos.

#4 A tecnologia a seu favor

Com a Portaria Remota para condomínios é possível usufruir de um sistema altamente tecnológico e que elimina um dos grandes problemas para quem mora ou administra um local como este: os funcionários da na portaria, os gastos para com eles e a insegurança que ainda existe devido a uma possível falha humana.

Para investir em Portaria Remota para condomínios

Se você está pensando em investir nesse sistema tecnológico e altamente seguro para o seu condomínio, entre em contato para que os especialistas da Peter Graber possam explicar melhor e demonstrar para você como ela funciona. Conheça de perto quais são os inúmeros benefícios proporcionado por esse sistema para as famílias que residem em prédios e condomínios.

Na Peter Graber, a Portaria Remota para condomínios deixa o controle mais na sua mão, pois oferece um aplicativo que permite o gerenciamento a distância de quem está acessando o seu prédio, além de mostrar em tempo real este fluxo através das câmeras e ainda autorizar entrada e saída de visitantes ou prestadores de serviços.

Chamado “Graber Portaria Remota”, o aplicativo tem foco em aumentar a segurança dos moradores e facilitar seu dia a dia. Pensando nisso, a chave enviada pelo sistema só pode ser utilizada se o usuário recebeu o convite e a uma distância pré-definida, o que reduz chances de algum tipo de fraude ou clonagem.

Entre em contato e saiba mais já!

Como funciona um sistema de controle de acesso em empresas

By Comentários desativados em Como funciona um sistema de controle de acesso em empresas

A preocupação do setor de Recursos Humanos ou mesmo dos próprios gestores de uma empresa com o fluxo de chegada e saída dos funcionários na empresa é grande. Na mesma lista de preocupações está a segurança. O que esses dois problemas compartilham? A solução chamada de sistema de controle de acesso. 

Essa ferramenta é essencial por fornecer as informações mais necessárias para gerir um bom negócio: quem está chegando ou saindo da empresa e em qual horário. Em termos de segurança, é essencial para proteger bens materiais, como equipamentos, produtos em estoque, documentos e tudo aquilo de físico que pode ser levado em uma ação criminosa.

Por isso, um sistema de controle de acesso em empresa cumpre esse papel de proteger o patrimônio ao controlar e padronizar a forma como a equipe e visitantes acessam os ambientes corporativos. Além, é claro, de limitar pessoas a determinadas áreas, criando aquelas áreas inacessíveis de acordo com padrões predeterminados.

Mas como um sistema de controle de acesso funciona? Continue lendo e descubra os detalhes, além de entender como implementar essa solução na sua empresa.

Sistema de controle de acesso em empresas: na prática

Um sistema de controle de acesso, na verdade, é apenas uma ponta de uma ferramenta muito maior e mais completa de monitoramento empresarial. O que isso significa? Que sozinho, esse controle não é tão efetivo assim. Por exemplo, ele precisa estar sintonizado com catracas ou portas, primeiramente, para existir um controle verdadeiro.

A partir daí, é preciso cadastrar os funcionários da sua empresa. É possível tirar foto, colocar dados pessoais e corporativos nesse perfil. Será este acesso que estará habilitado no sistema para entrar ou sair daquele local sem restrições. Tal liberação pode funcionar por biometria, ou seja, digital, por cartão magnético ou senha. Tudo irá depender do nível de segurança necessário ou melhor relacionado com o dia a dia da empresa.

Na prática, ao utilizar esse acesso, seja por meio da digital, cartão ou senha, fica registrado no sistema o horário e quem entrou ou saiu do estabelecimento.

Com tudo isso registrado, é possível exportar esses dados em relatórios de monitoramento extremamente completos e detalhados. São informações que podem ser utilizadas para o setor de RH e também para analisar possíveis falhas de segurança que estão deixando a empresa vulnerável.

Somente um sistema de controle de acesso basta?

Como explicamos acima, um sistema de controle de acesso não irá proteger a sua empresa ou comércio de uma possível ação de roubo ou furto sozinho. Para isto, a estratégia deve fazer parte de um sistema maior de monitoramento.

Por exemplo, o controle de acesso deve estar ligado a um monitoramento por câmera. Assim, caso alguém esteja tentando entrar no local sem a senha ou, em um cenário pior, possa estar coagindo algum funcionário, estará registrado em imagens.

O monitoramento abrange também uma central de segurança analisando as imagens do sistema de câmeras a distância. Quanto mais integrado e elaborado for esse sistema de segurança, maior será o potencial de proteção do controle de acesso.

Monitoramento de uma empresa: como ampliar o poder do sistema de controle de acesso

Se o sistema de controle de acesso não tem tanto efeito sozinho, porém um enorme potencial aliado a outras ferramentas, quais são as melhores alternativas para proteger os bens patrimoniais de uma empresa? Além, é claro, de seus colaboradores e clientes, se for o caso?

Uma sugestão poderosa é acrescentar uma série de serviços a este inicial. É o caso da notificação de abertura e fechamento do local. Imagine receber uma notificação de abertura da empresa em um horário incomum. Assim, você vê a necessidade de checar quem está tentando entrar e terá esse dado a partir do sistema de controle de acesso. Caso a pessoa não esteja conseguindo, pois não está cadastrada, através do monitoramento de câmeras será possível identificar.

Caso a ação criminosa seja concluída, todos esses itens servem como prova para serem documentadas pelas autoridades. Porém, há outros serviços que podem ser somados a estes, que podem impedir a violação do espaço como:

-Alerta vigia;

-Serviço de seguro;

-Pronta resposta motorizada;

-Monitoramento de alarmes com GPRS.

Ficou interessado? Para saber mais sobre estes recursos e sobre o sistema de controle de acesso em empresas, entre em contato com os especialistas da Peter Graber. 

Como escolher uma empresa de Portaria Remota para o seu condomínio

By Comentários desativados em Como escolher uma empresa de Portaria Remota para o seu condomínio

A portaria remota é um recurso essencial, nos dias de hoje, principalmente em condomínios pela sua alta segurança e baixo custo com relação a outras formas de fazer esse monitoramento das áreas de acesso e saída de determinados locais. Mas como escolher a empresa de Portaria Remota certa? O que ela precisa ter e o que é preciso estar atento para investir na melhor opção do mercado para a sua realidade?

Essas dúvidas são bastante comuns e muito necessárias para que esta decisão, tão séria, seja tomada da melhor forma possível. Afinal, com a portaria remota se tem mais segurança, mas a tranquilidade dos moradores e gerência depende diretamente de quem está por trás desse monitoramento.

Preparamos, a seguir, um material completo para você entender um pouco mais sobre e, principalmente, como escolher a empresa de Portaria Remota que, de fato, possa proteger seu lar. Vamos lá?

Portaria Remota: quais os benefícios?

A portaria remota é um sistema tecnológico que permite o monitoramento do acesso e saída de locais como condomínios, por exemplo, a distância. Seus benefícios são inúmeros, confira os principais deles:

– Economize até 60% do custo com equipe para segurança ao utilizar a portaria remota;

-Tenha total controle sobre acesso de moradores, visitantes e trabalhadores do condomínio, além de dados precisos sobre horário e até mesmo foto;

– Maior segurança porque elimina riscos de distrações ou rendições de criminosos do trabalhador local;

-Equipe treinada e altamente qualificada para fazer o monitoramento 24h por dia, durante todos os dias da semana.

Durante o dia a dia, o sistema se mostra muito mais econômico e assertivo para a segurança de todos. Mas, então qual a melhor empresa de Portaria Remota para garantir que todos esses benefícios sejam cumpridos? Para descobrir isso, continue lendo!

Como escolher a empresa certa?

Separamos os principais pontos que você deve verificar antes de assinar qualquer contrato e não ser surpreendido ou pego de surpresa mais tarde. Confira.

O que essa empresa de Portaria Remota deve ter?

O ideal é que a empresa de Portaria Remota a ser contratada ofereça um serviço completo, ou seja, que todas as soluções estejam concentradas em um único local. É importante ressaltar isto porque é bastante comum que pequenas empresas de segurança privada se unam para ofertar um serviço a um cliente. O problema dessa fragmentação é que afeta diretamente a qualidade do atendimento e pode deixar o cliente um pouco inseguro sobre quem procurar e quando.

Outro ponto que você deve averiguar é a história dessa determinada empresa. Ela está há quanto tempo no mercado? Quais soluções oferece? O que dizem seus clientes sobre ela? Todas essas respostas são essenciais. Ao visitar as redes sociais, por exemplo, você já consegue ter uma ideia do que os clientes estão falando ou reclamando. Pesquise bastante sobre a reputação e história dessa empresa.

Não deixe de conferir o que essa empresa diz. Isso mesmo. Ela informa seus clientes? Disponibiliza informativos que esclareçam dúvidas e falem com clareza sobre os serviços que oferece? Quanto mais ela se posiciona, mais ela sabe sobre o tema e se preocupa com sua audiência.

Ao escolher a empresa de portaria remota que irá assumir a segurança do seu condomínio, voltamos mais uma vez para a importância de focar nos clientes. Eles apresentam algum grupo de referência? Disponibilizam depoimentos? Pesquisas de satisfação? Tudo isto é essencial para você medir o relacionamento da empresa para com seus clientes, como se preocupa e se posiciona frente a dúvidas e reclamações.

Por fim, não deixe de checar como funciona o suporte ofertado pela empresa. Afinal, este é um dos pontos mais sensíveis e o qual você mais precisará de atenção e cuidado por parte da equipe contratada.Você está pronto para escolher sua empresa de Portaria Remota?

Sim! Estes pontos são básicos, os quais você sempre deve ficar atento ao contratar um serviço de segurança como de portaria remota, por exemplo. Esta é uma solução inteligente, tecnológica e que está conquistando o mercado com muita velocidade. Por isso, está sendo ofertada na mesma velocidade. A consequência direta disto é que muitos podem não ter a qualidade desejada.

A empresa de Portaria Remota certa é a que melhor compreende e atende suas necessidades para tornar sua casa ou condomínio um local mais seguro e com menos custos.

Para saber mais sobre o tema, entre em contato com os especialistas da Peter Graber!

Portaria Remota | Peter Graber