Powered by ZigaForm version 3.9.8.5
Central de Atendimento:
(11) 3080-1000 | (11) 2500-0500 | (11) 4020-0131

Portaria Remota | Peter Graber

Sem categoria

As estratégias usadas por ladrões para invadir casas: proteja-se!

By No Comments

Através de dados da Secretaria de Segurança Pública e da Polícia Militar podemos mapear algumas estratégias usadas por ladrões para invadir casas.

 

O número de roubos e invasões a residências aumentou nos últimos anos. Só em São Paulo a cada hora um lar é roubado. Diante deste cenário, os próprios moradores devem tomar algumas medidas de precaução, para não tornar-se um alvo fácil para os bandidos.

Use essas informações para proteger sua casa e sua família de ações criminosas.

 

Como os ladrões escolhem uma casa para roubar?

Bandidos estão sempre atentos ao menor sinal de descuido. Ao entrar e sair de casa, um portão automático que demora para fechar, por exemplo, pode dar a chance perfeita para o bandido entrar e render os moradores.

 

O tempo e o modo que um bandido escolhe para invadir uma casa é observado e levado em consideração. Afinal, quanto mais tempo o bandido levar para conseguir invadir uma residência maiores são as chances de ele ser pego. Por isso, dificulte ao máximo para o bandido, aumentando a segurança e os bloqueios da sua casa.

 

Mantenha todas as portas sempre trancadas e reforce a segurança de janelas. Caso haja árvores bloqueando a visão da entrada ou das janelas, solicite à prefeitura da sua cidade para podá-las, pois isso pode facilitar o bandido de entrar à espreita.

 

Outra coisa que pode ser visto como um facilitador para o bandido é a má iluminação. Caso a sua rua seja má iluminada ou têm postes com lâmpadas apagadas informe a prefeitura e solicite um reparo imediatamente.

 

Rotina dos moradores

É cada vez mais comum os bandidos observarem a rotina dos moradores. Eles buscam informações com vizinhos, empregados, amigos, prestadores de serviços, e até mesmo redes sociais. Nunca aceite solicitações de amizade ou seguidores com perfil desconhecido. E mantenha suas publicações visíveis somente a familiares e amigos que você conhece.

 

Além disso, tenha sempre pessoas de confiança que você possa informar que estará fora de casa e oriente as pessoas de seu convívio a nunca comunicar sua rotina a terceiros.

 

As estratégias mais comuns usadas por ladrões que invadem casas

Segundo informações de síndicos de prédios que já passaram por esse tipo de ocorrência, os bandidos usam algumas estratégias para ter o acesso à casa ou ao condomínio liberadas. São elas:

  • Se passar por prestador de serviço (de TV a cabo, por exemplo);
  • Mulher passando mal sendo socorrida por um homem, que pede ajuda no prédio ou na residência;
  • Jovens se dizendo moradores e são liberados sem checagem;
  • Ligação externa para liberar acesso.
  • Tocar a campainha e ligar no telefone fixo da casa para se assegurar da ausência dos moradores.

 

Nesse último caso, em que os ladrões ligam para o telefone fixo para se certificar de que a casa está vazia, é recomendável que o morador adote o serviço de transferência de chamadas de telefone fixo para celular.

 

Sistemas de segurança podem inibir a ação criminosa

Adotar sistemas de segurança como alarmes, câmeras de vigilância ou monitoramento remoto é uma estratégia para inibir as ações criminosas e proteger ainda mais sua família e sua propriedade.

Sistemas de monitoramento remoto, por exemplo, são capazes de prevenir uma invasão, pois ao menor sinal de atitude suspeita é enviado um comunicado para o morador.

 

Ter as informações dessas estratégias usadas por ladrões para invadir casas irá te ajudar a ficar mais atento e proteger sua família de uma ação criminosa.

Entre em contato com um de nossos consultores e iremos analisar qual o melhor sistema de segurança para você e suas necessidades.

Sistema de detecção de incêndio: como funciona?

By No Comments

Segundo uma pesquisa do Instituto Sprinkler Brasil, o maior número de ocorrências de incêndios é em edifícios comerciais e poderiam ser evitados com a instalação de um sistema de detecção de incêndio.

As principais causas de fogo nestes locais são por meio de descargas elétricas, sobrecarga de instalações elétricas, vazamento de líquidos ou gás de máquinas e falhas humanas.

Agora que já sabemos as principais causas de incêndios e a importância deste sistema, vamos explicar como ele deve ser instalado.

 

O que é um sistema de detecção de incêndio?

 

Este tipo de sistema é composto por cinco dispositivos, veja a seguir.

1. Detectores de fumaça: monitoram os primeiros indícios de fogo e comunicam à central de alarme a localização exata do incêndio. Estes equipamentos são eficientes, de fácil instalação e manutenção.

2. Acionador de incêndio manual: é outra solução muito eficaz. Ele possui um interruptor que ao ser acionado, envia automaticamente para a central uma mensagem informando a localização da ocorrência.

3. Sinalizador de alerta visual e sonoro: é o dispositivo responsável por avisar as pessoas que elas devem abandonar o local imediatamente. Os modelos mais comuns são os audiovisuais que emite um som e uma luz vermelha.

4. Cabos blindados: são desenvolvidos para evitar que interferências externas prejudiquem os sinais transmitidos pelos dispositivos.

5. Central de detecção e alarme de incêndio: este dispositivo tem a função de receber as informações dos outros equipamentos que detectam o incêndio e, em caso de uma ocorrência, os sinalizadores são automaticamente acionados. Além disso, a central monitora e verifica falhas de funcionamento de todo o sistema.

Para instalar estes dispositivos, não se esqueça de contratar um profissional especializado.

Garanta a sua segurança e a de seus colaboradores! Além de instalar o sistema de detecção de incêndio, conheça todos os tipos de monitoramento para empresas da Peter Graber, entre em contato conosco.

Saiba quais são as atribuições de um bom zelador

By No Comments

As qualificações de um bom zelador

O zelador é uma pessoa muito importante dentro de condomínios e áreas residenciais. Ele deve ser o braço direito do síndico, uma pessoa de confiança que transmite e comunica os problemas e outras informações sobre o que acontece no condomínio.

Por tanto, é necessário que ele atenda a algumas exigências e também a algumas qualidade. A Peter Graber listou algumas atribuições e qualificações que um bom zelador pode ter:

 

Liderança

O zelador é responsável por liderar toda a equipe de funcionários do condomínio. Aqui, a qualidade de liderança se torna essencial, principalmente em condomínios grandes e com muitos funcionários. Liderar significa motivar uma equipe para o trabalho ser realizado de forma correta e com qualidade.

Firmeza nas decisões e palavras

Por ser o líder, o zelador precisa ter firmeza em suas decisões e conquista o respeito dos demais funcionários. Mas também, ao mesmo tempo, um condomínio é um lugar com pessoas de diversos perfis, idades e culturas, por isso é fundamental que o zelador seja uma pessoa bem articulada e flexível para lidar com problemas de diversas formas.

 

Formação

Diante da responsabilidade das atribuições que exerce, o zelador não deve ser um funcionário qualquer, improvisado na função. É necessário, portanto, que ele tenha no mínimo o ensino médio completo e boa capacidade de comunicação escrita e verbal. Além disso é fundamental que tenha conhecimentos de elétrica e mecânica e/o experiência com manutenção, além de noções sobre segurança e limpeza.

 

Pró-atividade

Tomar as rédeas de atividades é uma tarefa essencial. Ver um problema e não esperar para resolvê-lo ou esperar orientações é uma das características essenciais de um bom zelador.

 

Ética

O zelador é uma pessoa que direta ou indiretamente participa da vida de todos os moradores do condomínio. É por ele que as reclamações chegam, muitas vezes cartas e correspondências passam e o relato de problemas é constante. E é por isso que uma qualidade essencial de um bom zelador é saber manter a discrição com relação à vida particular dos condôminos, adotando um comportamento extremamente ético diante das pessoas e das propriedades alheias.

Evite o roubo de seu smartphone!

By No Comments

Infelizmente, bandidos estão sempre em busca de pessoas distraídas e despreparadas para praticar o furto de celulares.

  1. O que não é visto, não pode ser furtado

Muitas pessoas têm o costume de andar com o celular na mão enquanto checa as redes sociais, mas, em ruas muito movimentadas, isso pode ser perigoso: a maioria das abordagens acontece quando o bandido passa correndo ao lado da vítima e arranca o aparelho de suas mãos, a deixando sem reação. É preciso, também, tomar cuidado em restaurantes e bares movimentados: jamais deixe seu celular sobre a mesa ou balcão. Às vezes, o furto acontece sem que você sequer perceba.

  1. Ao atender ligações, prefira lugares fechados

Caso você precise atender uma chamada de emergência enquanto transita por uma via pública, prefira fazer isso em algum estabelecimento comercial. As chances de você ser assaltado em uma loja, supermercado ou Shopping Center são bem menores.

  1. Cuidados no transporte coletivo

Ao andar de ônibus, evite usar o celular quando estiver sentado próximo a uma janela com os vidros abertos, uma mão sorrateira pode invadir o veículo e furtar o aparelho facilmente. Quando estiver viajando em pé, o ideal é não carregar o celular no bolso de trás da calça porque, com o movimento das pessoas, você pode nem perceber que chegou ao seu destino com um objeto a menos.

  1. Antecipe a abordagem

Sabe aquele celular antigo que todo mundo tem em casa? Ele pode ser bastante útil! Se souber que vai para algum lugar com alto índice de assaltos, é só colocar ele na bolsa e, caso haja a abordagem, basta entregar o aparelho antigo para o assaltante. Dessa forma, o prejuízo será bem menor.

  1. No trânsito

Jamais deixe seu celular à mostra no interior de algum veículo estacionado, assaltantes podem quebrar o vidro do carro para afanar o aparelho, o que te deixa com um prejuízo duplo. Além disso, falar ao celular no trânsito, além de ser crime e perigoso, pode aumentar o risco de assalto em vias públicas.

  1. Não acredite na sorte

Muitas pessoas são assaltadas porque não tomam providências de prevenção, acreditam que isso nunca vai acontecer com elas. Mas, com a atual situação nas grandes cidades, é preciso pensar em segurança. Invista em aplicativos que podem rastrear seu celular em caso de furto e apagar os dados logo após a ocorrência. Alguns aparelhos vêm com sistemas de segurança que os tornam inutilizáveis através de uma assistência remota. É importante, também, fazer um backup do aparelho sempre que possível porque, dessa forma, seus arquivos não serão comprometidos em caso de furto.

Segurança dos pets na sua casa

By No Comments

Com os avanços tecnológicos na área de segurança, hoje existem sistemas que permitem monitorar os pets 24 horas por dia.

Os pets são considerados os melhores amigos do homem e, para muitos, os bichinhos são indispensáveis para dar alegria e vida ao lar, além de fazer uma ótima companhia para a família. E é por esse motivo que não podemos nos esquecer de vigiar os nossos animais quando pensamos na segurança do lar. Afinal, nem sempre podemos estar presentes para oferecer proteção.

Com os avanços tecnológicos na área de segurança, hoje existem sistemas que permitem monitorar os pets 24 horas por dia, por meio de câmeras e alarmes acionados à distância, por exemplo. Esses sistemas de segurança são pensados justamente para pessoas que têm animais em casa, com tecnologias que permitem até mesmo diferenciar movimentos dos pets e de qualquer intruso.

Os perigos para os animais de estimação

Não importa se você tem cães dóceis ou mais ameaçadores. A verdade é que, para as pessoas malintencionadas, é muito fácil enganá-los. Infelizmente, existem casos em que os ladrões usam soníferos ou até mesmo veneno para conseguir deter os bichinhos e invadir a casa. Os pets, indefesos, podem pagar um preço muito alto pela falta de segurança do lar.

Por esse motivo, é fundamental que o sistema de segurança da casa nos ajude não só a monitorar o imóvel, como também os animais — que muitas vezes acabam ficando sozinhos na casa, principalmente quando os moradores pretendem viajar.

Os pets e a segurança da casa

Hoje, existem sistemas que dedicam uma atenção especial aos pets. Eles fornecem, por exemplo, câmeras de vigilância para acompanhar os bichanos, estejam eles em ambientes externos — como os quintais — ou em ambientes internos — como na cozinha ou no quarto.

Com ajuda de aparelhos como notebooks, smartphones e tablets, é possível fazer o monitoramento do animal de estimação durante 24 horas por dia, tudo por meio da internet. Essa tecnologia é uma ótima solução, pois o dono não é obrigado a estar presente na casa. Caso alguma ameaça ao animal seja apresentada, é possível disparar o alarme à distância, evitando quaisquer problemas mais graves.

Como vocês cuidam da segurança dos seus animais de estimação? Contem para gente!

Dicas de segurança para idosos em casa

By No Comments

Adapte os móveis de modo que o idoso tenha fácil acesso a eles, sem perigo de cair ou se machucar.

Com os avanços da medicina estamos vivendo cada vez mais e, com essa longevidade precisamos nos preocupar com os cuidados com a segurança de idosos e sua acessibilidade. Confira a seguir algumas dicas valiosas para zelar, no ambiente doméstico, pela integridade e segurança dessas pessoas.

  1. Planejamento da casa

Corredores largos e pisos texturizados reduzem muito a possibilidade de quedas e esbarrões — escolha um piso para banheiro que não seja escorregadio e que passe estabilidade para quem ande nele. É importante também ter muito cuidado com as quinas, que são perigosas tanto para idosos quanto para crianças. Prefira, portanto, os cantos de parede mais arredondados e a construção de espaços integrados.

  1. Tapetes antiderrapantes

Uma forma de adaptar uma casa já construída, sem planejamento para idosos, é usar tapetes e carpetes antiderrapantes por toda a residência, considerando especialmente as áreas molhadas, como banheiro, cozinha e lavanderia. Nem sempre a substituição do piso é viável por causa do trabalho e dos custos, mas pense nessa opção e, caso seja fundamental, substitua o piso de alguns cômodos, como banheiro, por modelos antiderrapantes.

  1. Barras de apoio

Colocar barras de apoio em pontos estratégicos ajuda muito a locomoção do idoso, permitindo que ele mantenha seu equilíbrio e evita que ele sofra algum tipo de acidente. As barras de apoio podem ser instaladas em corredores e, principalmente, no banheiro e no quarto, para ajudá-lo na realização de suas atividades diárias.

  1. Segurança eletrônica

Hoje em dia já é possível contar com a ajuda de dispositivos eletrônicos de tecnologia avançada para garantir a segurança do lar. Caso você more com pessoas idosas, ou se elas moram sozinhas (ou que precisam ficar sozinhas durante uma parte do dia), é recomendável instalar um sistema de segurança eficiente e monitorado 24 horas por dia. A Central de Monitoramento recebe sinais de alarme e está sempre pronta para entrar em ação nas situações de emergência. Sistemas de segurança podem ser compostos por botões de emergência e sensores de presença:

O botão de emergência (botão de pânico) é um dispositivo de fácil uso — que pode ser acionado pelos idosos em casa, seja qual for situação de perigo;

Sensores de presença são dispositivos que detectam a presença do idoso em determinado cômodo, acendem as luzes automaticamente para que ele se locomova com mais segurança e, além disso, detectam a presença de estranhos, enviando à Central um aviso de perigo ou emitindo sons de sirene que alertam os vizinhos.

  1. Acessibilidade em geral

Adapte os móveis de modo que o idoso tenha fácil acesso a eles, sem perigo de cair ou se machucar. É importante atentar para a altura dos móveis e de outros objetos, como a cama em que ele dorme, o vaso sanitário (que pode ser para uso geral ou instalado especificamente para ele), as mesas e cadeiras que utiliza, os interruptores da casa, cômodas, guarda-roupas e assim por diante. Coloque uma luminária ou abajur perto de sua cama, para que ele não precise se levantar à noite para acender a lâmpada, caso acorde.

Lembre-se de que é sempre bom passar recomendações para os idosos, para que eles também se previnam! Mora com pessoas idosas? Confira nossas soluções: https://www.graberalarmes.com.br/solucoes/monitoramento-assistido/

DICAS DE SEGURANÇA – NA RUA

By No Comments

Os hábitos do dia a dia devem ser feitos sempre com atenção, para que tenha uma rotina sem sustos, riscos e com muita segurança.

Os hábitos do dia a dia devem ser feitos sempre com atenção, para que tenha uma rotina sem sustos, riscos e com muita segurança.

Hoje vamos passar algumas dicas de segurança para que você saiba como agir para evitar

maiores riscos de roubos, furtos, assaltos e até acidentes, desde enquanto estiver nas ruas, até

chegar em sua casa. Confira:

▪ Nunca demonstre que está perdido, pois bandidos podem se aproveitar de quem parece

desatento;

▪ Não carregue carteiras ou dinheiro nos bolsos traseiros;

▪ Se for sair com bens valiosos procure carregá-los com discrição. Não ostente objetos de valor

como relógios, joias, pulseiras, celulares, tablets, colares etc na rua;

▪ Evite transitar em ruas ou praças com pouca iluminação;

▪ Caso perceba que alguém está te seguindo, entre em algum estabelecimento comercial ou atravesse a rua;

▪ Não saia com grandes quantias de dinheiro ou cartões sem necessidade;

▪ Não abra a carteira ou a bolsa na frente de estranhos;

▪ Ao sair sozinho, procure sempre ficar no centro da calçada e na direção contrária ao trânsito, pois assim fica mais fácil perceber a aproximação de um veículo suspeito;

▪ Não deixe de comunicar a presença de elementos suspeitos nas proximidades de sua casa ou local de trabalho, ligando para a Polícia;

▪ Ao retornar para sua residência e notar algum sinal estranho (porta aberta, luzes acesas, etc.), não entre em casa, chame a Polícia.

O mais importante para andar com segurança nas ruas é estar sempre atento ao ambiente e às pessoas ao seu redor. Dessa maneira, se qualquer coisa parecer estranha ou fora do comum, você já vai estar alerta para tomar uma atitude.

Curtiram as dicas? Fiquem ligas no nosso blog para mais dicas sobre segurança no seu dia a dia!

Portaria Remota | Peter Graber